Climatologista prevê chuvas em Prudente para fim de agosto

Vagner Camarini afirma que temperatura na cidade pode aumentar e umidade relativa do ar chegar a 10%, semelhante ao clima desértico

PRUDENTE - IZABELLY FERNANDES

Data 18/07/2018
Horário 06:32
Marcio Oliveira - Em Prudente, período de tempo seco deste ano começou mais cedo
Marcio Oliveira - Em Prudente, período de tempo seco deste ano começou mais cedo

O tempo seco resultou, nos últimos dias, em uma umidade relativa do ar de 20% na zona urbana e de 25% a 30% na zona rural de Presidente Prudente. No entanto, de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) o índice recomendado para a população é de 60%. De acordo com especialista, a última chuva significativa na cidade foi em 19 de maio, com 26 milímetros.

O climatologista Vagner Camarini, 59 anos, diz que o período de tempo seco deste ano começou mais cedo. “Geralmente, ele tem início no mês de junho e se estende até agosto. Porém, neste ano, a temporada começou em abril, devido um longo período de poucas chuvas”, explica.

Segundo o especialista, não há previsão de chuva para os próximos 10 dias. “Provavelmente só haverá chuva no fim de agosto. Com isso, as temperaturas podem aumentar e a umidade do ar pode cair para em torno de 8% a 10%, que se assemelha a um clima de deserto”, declara. Acrescenta que para uma chuva ser considerada significativa, geralmente é de 10 milímetros. Porém, por conta do tempo seco em Presidente Prudente, a intensidade de chuva que amenizaria o clima e aumentaria um pouco a umidade, seria de 40 milímetros.

Como se manter hidratado

Para períodos como este, o Ministério da Saúde dá algumas orientações para manter a hidratação. Aconselha a ingestão de líquidos frequentemente, dando preferência à água e aos sucos naturais. Em relação aos alimentos, a instrução é para a escolha de leves e ricos em carboidratos, frutas, verduras, sopas e caldos.  

Já a Sociedade Brasileira de Dermatologia orienta evitar banhos quentes, não ensaboar demais o corpo e não usar buchas, pois o hábito pode contribuir para alterar a composição hidratante natural produzida pelo organismo, o manto hidrolipídico, que protege a pele. Também é indicado o uso de protetor solar e hidratantes específicos para evitar rachaduras pelo corpo.

Queimadas

A falta de chuvas e o tempo seco também contribuem para as queimadas. A Defesa Civil recomenda não jogar pontas de cigarro na vegetação, nem atear fogo em entulho. Em caso de incêndio, o Corpo de Bombeiros deve ser acionado imediatamente pelo telefone 193.

SAIBA MAIS

No quadro “O Especialista Responde” de O Imparcial TV abordou os mitos e as verdades sobre o tempo seco com o médico pneumologista Paulo Roberto Mazaro. Confira mais detalhes sobre esse vídeo no link https://www.imparcial.com.br/o_imparcial_tv.

Veja também