Conselho Municipal de Saúde envia recomendações à Prefeitura

Documento foi protocolado ontem e traz pedidos que poderiam reforçar o combate à pandemia no oeste paulista, como a instalação de um hospital de campanha

PRUDENTE - GABRIEL BUOSI

Data 09/04/2021
Horário 19:00
Foto: Conselho Municipal de Saúde 
Ofício foi entregue ao prefeito de Prudente nesta sexta-feira
Ofício foi entregue ao prefeito de Prudente nesta sexta-feira

O Conselho Municipal de Saúde de Presidente Prudente protocolou nesta sexta-feira, na Prefeitura, um ofício com uma série de recomendações que visam reforçar o enfrentamento da pandemia da Covid-19 na cidade, que já vive um colapso no sistema de saúde. O ofício foi resultado de uma reunião virtual no mês passado, com autoridades de saúde dos mais diversos setores, como Executivo municipal, Ministério Público Estadual e Ciop (Consórcio Intermunicipal do Oeste Paulista), e traz recomendações como a instalação de um hospital de campanha no município e também uma fiscalização ainda mais rígida em relação ao descumprimento das medidas de segurança. 
No ofício, o presidente do conselho, Valdinei da Silva, traz uma série de fatos que foram levados em consideração para a elaboração do documento, especialmente o fato de que o atual momento é de “estado de calamidade pública decorrente da Covid-19”, e as diversas sugestões recebidas por parte das autoridades presentes naquele encontro virtual. 
“Foi uma reunião muito proveitosa e a partir de cada ideia dada naquele momento, montamos quais seriam as mais efetivas e indicadas para a situação local, recomendações essas debatidas por todos os nossos 32 conselheiros para a melhora do cenário local”, aponta o presidente. 

Recomendações ao município

Em primeiro lugar, e talvez mais importante neste momento, está o pedido de instalação de um hospital de campanha em Prudente, com “extrema urgência”, demanda essa que já vem sendo solicitada há meses por autoridades locais, mas que, até o momento, não obteve avanços nas tratativas junto ao governo do Estado. Ontem, a reportagem inclusive pediu um novo posicionamento do Estado sobre essa instalação ou não de um hospital de campanha na maior cidade do oeste paulista, mas o posicionamento enviado não fez menção à demanda. 
Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde informou que “tem se dedicado totalmente a salvar vidas”. “É fundamental que os municípios compreendam e contribuam com este esforço conjunto, diante do recrudescimento da pandemia e a elevação de casos, internações e vítimas fatais da Covid-19. É importante lembrar que expansão de leitos não é prerrogativa exclusiva do Estado, sendo também atribuição dos municípios e da União”. Ressalta ainda que, no início de março, a pasta implantou 10 novos leitos de UTI Covid e 10 de enfermaria no Hospital  Regional de Prudente. “Hoje a unidade conta com o total de 40 leitos UTI e 67 enfermaria exclusivos para atendimento à Covid-19”.
Além disso, por parte do conselho, estão recomendações como: uma testagem em todos os familiares assim que um dos membros testar positivo, para que o isolamento familiar se torne mais seguro; e em relação ao transporte público da cidade, o conselho aponta a necessidade de um “aumento na fiscalização por parte não só de fiscais da Prefeitura, como também pela Vigilância Sanitária Municipal, nos horários de pico no período da manhã e final de tarde, onde o fluxo de pessoas se concentra, para que seja respeitada a determinação do Estado da capacidade de lotação de cada veículo utilizado no transporte de passageiros”. 
Nesta mesma recomendação, o documento aponta a necessidade de que os carros do transporte coletivo de passageiros de qualquer natureza respeitem um passageiro por assento duplo para que haja o distanciamento, e que não ultrapasse a capacidade de passageiros sentados. Além disso, o ofício recomenda ainda que a Vigilância Sanitária fiscalize estabelecimentos que comercializem alimentos com mais rigor, já que, segundo o presidente, eles estariam superlotados em muitos momentos. 

Sugestões serão analisadas

Com a entrega do ofício, o prefeito Ed Thomas (PSB) ressaltou que a Prefeitura está à disposição e de portas abertas para receber as ideias e enfatizou que todas elas serão analisadas e estudadas. “Sempre que o conselho tiver ideias, ele poderá trazer, para juntos fazermos as mudanças necessárias”.

Veja também