Corpo de Bombeiros se mobiliza para doação de sangue

Campanha tem o objetivo de incentivar a comunidade sobre a importância de ajudar ao próximo

PRUDENTE - ROBERTO KAWASAKI

Data 18/07/2021
Horário 06:25
Foto: Roberto Kawasaki
Capitão Pavesi participou da campanha de doação
Capitão Pavesi participou da campanha de doação

Anualmente, entre julho e agosto, o Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo, em conjunto com a Fundação Pró-Sangue, desenvolve a campanha “Bombeiro Sangue Bom”. Neste ano, o lema é “salvar está no nosso sangue”, em alusão às atividades de salvamento. Em Presidente Prudente, o 14º GB (Grupamento de Bombeiros) participa das doações.

“A nossa intenção é incentivar a população a fazer esse gesto de amor ao próximo. Nós, que estamos sempre em ocorrências tentando salvar vidas e ajudar as pessoas que precisam, da mesma forma, fazemos isso na campanha”, afirma o  1º tenente PM Marcos Antonio Machado Junior. A ação ocorre em todo o Estado, nos bancos de sangue cadastrados junto à Fundação Pró-Sangue.

Machado salienta que em razão da pandemia, os hospitais têm maior necessidade em receber doações de sangue, e a parceria com a instituição permite que os bancos permaneçam abastecidos. “Fazemos esse apelo para que todos ajudem”, salienta. O capitão PM Erlon Augusto Pavesi esteve no Hemocentro da Santa Casa onde realizou a doação com um grupo de bombeiros. “A gente doa todo ano. Mas a campanha não é só para nós, todas as pessoas podem vir e doar”, reforça “Nesse período de férias escolares tem muitos acidentes, e as pessoas precisam de sangue. Então, é importante abastecer”.

O soldado PM Helder Hiroshi Santos Shiguematsu foi um dos doadores. Esta não foi a primeira vez que ele contribuiu, e lembra que ajudar a salvar vidas traz a sensação de dever cumprido. “Fico feliz em estar ajudando alguém que está precisando”, afirma. A campanha começou no dia 2 de julho e segue até o dia 31 de agosto. Mas as doações podem ser feitas em qualquer período.

Saiba como ser doador

Elaine Negri, gerente de enfermagem do Hemocentro da Santa Casa de Presidente Prudente, considera importante a iniciativa e parceria com os bombeiros. “Contribui para que a gente fique com estoque para atender os pacientes que necessitam de transfusão de sangue. Eu sempre digo que a doação depende fundamentalmente da disponibilidade das pessoas. E a campanha é importante para sensibilizar outra pessoa”, expõe.

O interessado em doar precisa comparecer à unidade levando documento com foto. “Aqui, ele vai passar por um processo de avaliação, onde será feito uma ficha. A gente vai verificar os sinais vitais, verificar o hematócrito, hemoglobina, passar pela triagem clínica onde ele vai responder um questionário. Se for apto à doação de sangue, a gente vai fazer coleta de em torno de 450 ml a 500 ml de sangue”, explica a gerente.

A pessoa precisa ter entre 18 e 69 anos, estar em bom estado de saúde. Os homens precisam pesar acima de 50 kg e as mulheres 51 kg. “Nessa época do ano, normalmente, tem uma redução [de doadores], mas esse ano está sendo maior essa queda, em torno de 40%, e a gente acredita que isso se deve ao clima, que é mais frio, férias escolares, e o que agravou mais foi a pandemia, que contribui de forma significativa”, analisa Elaine. 

 

SERVIÇO
Hemocentro da Santa Casa de Presidente Prudente

Atendimento: de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h; e terceiro sábado do mês com campanhas previamente agendadas

Telefone 3223-4490.

Endereço: Rua Wenceslau Braz nº 05 - entrada pela Avenida Coronel Marcondes embaixo da 2ª rampa do pronto socorro da Santa Casa.

 

Banco de Sangue do Hospital Regional

Atendimento: todos os dias, inclusive feriados, das 7h às 17h

Telefone: 3229-1570

Endereço: Rua José Bongiovani, 1.297 – entrada pela lateral direita da unidade

 

Instituto RH Hematologia Hemoterapia

Atendimento: de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h; aos finais de semana, é preciso agendamento

Telefone:3226-1555,

Endereço: Entrada 1 pela Avenida Coronel José soares marcondes, 2063; entrada 2 pela Rua Joaquim Nabuco, 1270.

 


Doações na santa casa caíram em torno de 40%


Tenente Machado lembra da importância de salvar vidas


Soldado Helder: “Fico feliz em estar ajudando alguém”

                                                                                                         

Veja também