DESINTOXICAÇÃO E SAÚDE

Belmiro d’Arce

COLUNA - Belmiro d’Arce

Data 16/02/2020
Horário 05:55

TOXINAS SEMPRE PRESENTES
Existem substâncias tóxicas no organismo. São subprodutos normais do metabolismo (dióxido de carbono, ureia, creatinina, compostos ácidos, sulfatos, fosfatos) e as substâncias prejudiciais que vêm de fora, ingeridas, inaladas e absorvidas pela pele, fruto dos hábitos de vida.

AS DEFESAS DO ORGANISMO
O tipo, a quantidade e o tempo de permanência no corpo, determinam a intensidade e os riscos da intoxicação. Felizmente, o organismo é dotado de mecanismos de desintoxicação, mecânicos, químicos, físicos, humorais, celulares, para evitar os riscos para a saúde e a vida.

O NORMAL E O EXTRA
A eliminação dessas substâncias ocorre através do funcionamento normal de intestinos, rins, pele e mucosas. Diante de maiores quantidades acumuladas, através de exonerações extraordinária: diarreia, vômitos, erupções de pele e mucosas, inibição do apetite, febre, aceleração do coração e da respiração.    

TEMPO ESPECIAL PARA LIMPEZA
Ocasião especial de desintoxicação é quando o corpo fica sem trabalho digestivo, sem receber alimentos, períodos de jejum: as células aproveitam a pausa e realizam uma limpeza interior. Esse mecanismo, chamado de autofagia, deu o Prêmio Nobel de Medicina, 2016, ao biólogo japonês, Yoshinori Ohsumi.    

AS AÇÕES PESSOAIS
Para desintoxicar, cada pessoa deve: 1. evitar colocar toxinas em seu corpo, cuidando do que come, bebe, respira e aplica na pele; 2. respeitar e estimular os mecanismos de desintoxicação próprios do corpo; 3. praticar ações que eliminam as toxinas já acumuladas: intervalos maiores entre as refeições (3 por dia); jejum intermitente (suprimir uma refeição, periodicamente); jejum mais prolongado, quando necessário, com orientação médica individualizada.

VEÍCULOS DE DESINTOXICAÇÃO
É essencial viabilizar as fontes importantes de desintoxicação: água em abundância; chás detox e suco verde; vegetais crus, verduras, legumes e frutas; sol e ar puro; respiração profunda; sauna; suplementos vitamínicos e minerais adequado; substâncias antioxidantes; comer pouco e manter boa digestão.

AS CONSEQUÊNCIAS
As toxinas criam no organismo, estados alterados de inflamação, acidificação, alteração da microbiota intestinal, inibição do sistema imunológico, alicerces para a instalação de todas as doenças.  

PERIGOS INVISÍVEIS
Cuidado com dois agentes de intoxicação perigosos: os medicamentos químicos e os produtos alimentícios industrializados, ambos, com o agravante de não terem seus riscos reconhecidos e, assim, livre e excessivamente consumidos pela maioria das pessoas.

PROBLEMA E SOLUÇÃO
Substâncias tóxicas existem e progressivamente adoecem, assim, a desintoxicação é necessária, não é moda. Evitar expor o corpo às substâncias tóxicas e buscar eliminar aquelas acumuladas são contribuições marcantes para a conquista de vida longa e saudável. Deus lhe abençoe.

 

Veja também