Publicidade

Dono de propriedade rural é multado em quase R$ 100 mil

Em estabelecimento de Mirante do Paranapanema, polícia constatou crimes contra o meio ambiente

REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI

Data 05/08/2020
Horário 12:17
Polícia Militar Ambiental - Área degradada está sendo preparada para o cultivo de mandioca Foto: Polícia Militar Ambiental - Área degradada está sendo preparada para o cultivo de mandioca

Em Mirante do Paranapanema, o dono de uma propriedade rural foi multado em quase R$ 100 mil por crimes ambientais. O flagrante foi feito na manhã de hoje pela Polícia Militar Ambiental, durante a Operação Corta Fogo. 

Antes de ir a campo, a equipe verificou imagens de satélites, que mostraram algumas áreas de possíveis degradações ambientais no estabelecimento rural. Diante das informações, os militares estiveram no endereço e foram recebidos pelo proprietário, um homem de 32 anos. 

Durante a vistoria nas áreas indicadas na análise anterior, os policiais constataram a veracidade das informações. 

No local, foi verificada a queima de 84,477 hectares de áreas agropastoris. Além disso, árvores locais foram danificadas pelo fogo, sendo 13 nativas e 32 de quatro espécies - palmeira guariroba, leiteiro, ipê e angico.

De acordo com o dono do estabelecimento, a área degradada está sendo preparada para o cultivo de mandioca. 

Autos de infrações aplicados

Após o flagrante a polícia aplicou os autos de infrações com base na Resolução SMA 48/2014. 

Conforme a corporação, foi aplicada multa de R$ 84.477 por fazer uso de fogo na área; outra de R$ 5.850 por danificar 13 árvores por meio da queima; e uma terceira por supressão de 32 árvores isoladas, no valor de R$ 9.600.

Ao todo, o proprietário terá que desembolsar R$ 99.927. No decorrer da fiscalização, a polícia apreendeu 10 metros cúbicos de material lenhoso.

Veja também