Enem: Etecs estão à frente na rede pública

Unidade Adolpho Arruda Mello se destacou entre as instituições de Prudente, ocupando o 8º lugar

PRUDENTE - THIAGO MORELLO

Data 24/07/2020
Horário 07:40
 Arquivo - Etec Adolpho Arruda Mello tem maior nota entre as públicas Foto: Arquivo - Etec Adolpho Arruda Mello tem maior nota entre as públicas

Os dados do MEC (Ministério da Educação) revelam que, apesar de as escolas privadas terem tido resultados maiores - em Presidente Prudente -, no que tange à média geral do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2019, é possível ver que as Etecs (Escola Técnica Estadual) do município também se destacaram, até mesmo entre as instituições privadas.
É o caso da unidade Adolpho Arruda Mello (577.16), que é pública. A Etec quebra a sequência e se destaca em oitavo lugar. Depois, vem a Etec Professor Doutor Antonio Eufrásio de Toledo (547.82), única instituição de ensino prudentina classificada como rural, em 11º lugar.
Em nota, o CPS (Centro Paula Souza), que é quem administra as unidades, disse que, embora o Enem e os vestibulares não sejam  o foco da proposta pedagógica das Etecs, os bons resultados nessas avaliações são consequência direta do empenho das equipes de profissionais, “que motivam os estudantes a aprender e a ter um bom desempenho em provas como essas”. O centro coloca a qualificação dos professores como um ponto de destaque, e lembra que o objetivo da instituição é oferecer educação pública de qualidade.

Monsenhor Sarrion

Mas ainda no ensino público, gerenciado pela Secretaria Estadual de Educação, a nota mais alta é da Escola Estadual Monsenhor Sarrion: 520.3. Para a vice-diretora Maria Solange Caravina, a situação é resultado de um todo um contexto que, segundo ela, envolve o esforço da escola, dos professores e dos alunos, mesmo diante das adversidades.
No decorrer do ano, por exemplo, ela cita que os professores têm o costume de dar conteúdos relacionados a temas que já caíram no Enem. “E quando chega na época da prova, o incentivo é ainda maior. Aluno é igual filho, então, a gente fica no pé toda hora, lembrando do prazo para inscrição, de reforçar os estudos e tudo mais. Sempre procuramos divulgar bastante”, completa. Ela lembra que o preparo acaba também sendo utilizado para vestibulares, que possuem um formato parecido.

ALUNO É IGUAL FILHO, ENTÃO, A GENTE FICA NO PÉ TODA HORA, LEMBRANDO DO PRAZO PARA INSCRIÇÃO, DE REFORÇAR OS ESTUDOS E TUDO MAIS
Maria Solange Caravina


Nesse contexto, ainda de acordo com Solange, há também revisão de provas anteriores do Enem. “Na parte da redação também é estimulada a produção de textos”, completa. Parte essa que é bastante exigida, tanto no exame quanto em vestibulares.
À reportagem, a vice-diretora não deixa de lembrar que é importante para a escola ver esse destaque, mas gostaria que todas as escolas de Prudente tivessem o mesmo resultado, pois acredita e sabe “que tanto na Monsenhor Sarrion quanto fora de lá existem profissionais e alunos competentes para isso”.

SAIBA MAIS

Provas adiadas: reflexos da pandemia na aplicação do Enem

Escolas particulares mantêm maiores médias no Enem 2019

Etecs e Fatecs prorrogam inscrição de processos seletivos até sexta-feira

Veja também