Ensino municipal segue remoto, mas escolas particulares voltam dia 7

De acordo com o sindicato da categoria privada, cerca de 70% optaram por voltar às salas de aula de forma presencial

PRUDENTE - THIAGO MORELLO

Data 01/10/2020
Horário 19:58
Freepik - Retomada das atividades presenciais será facultativa na rede particular Freepik - Retomada das atividades presenciais será facultativa na rede particular Imagem: Freepik - Retomada das atividades presenciais será facultativa na rede particular

Na discussão entre a melhor forma de continuar com o ensino regular de 2020, a Prefeitura de Presidente Bernardes anunciou hoje que na rede municipal de ensino as atividades serão mantidas de forma remota até o fim deste ano. Contudo, nas unidades particulares e estaduais, as aulas poderão ser retomadas de forma presencial a partir da próxima quarta-feira.
De acordo com informações da titular da Seduc (Secretaria Municipal de Educação), Sônia Maria Pelegrini, na consulta feita aos pais dos mais de 19,2 mil alunos da rede municipal, 86% afirmaram que não levariam os filhos à escola. Os outros 14%, a secretária conta que se referem ao ensino fundamental dos anos finais.
Já na educação infantil, conforme a consulta feita pela Seduc, quase 100% dos pais apontaram que não levariam as crianças, até mesmo em razão de o Plano São Paulo não permitir o funcionamento em período integral, mas somente pela metade do período parcial, o que resultaria em 2h30 de permanência na unidade de ensino.
“Não resolveria o problema da mãe e, se tivermos de atender 30% a cada dia, a criança iria duas vezes por semana na escola para ficar por 2h30. Assim, por exemplo, a mãe que depende do transporte público teria de esperar o aluno para levá-lo embora”, afirma a secretária. Ela reforça ainda quena educação infantil, a maioria dos pais não levaria as crianças à escola porque é o período integral que interessa para as mães que vão trabalhar. “Essas que trabalham já se organizaram com as crianças. Se estivéssemos em maio ou junho, todas gostariam de voltar, mas em outubro não querem mais porque já se organizaram”, explica Sônia.

Redes particular e estadual

Já na rede privada, desde o ensino infantil ao médio, bem como nas unidades de ensino médio na rede estadual, a retomada das atividades presenciais será de forma facultativa, ou seja, por opção dos responsáveis pelo aluno.
Em nota, a Secretaria de Estado da Educação informou que, como o governador João Doria (PSDB) já havia sinalizado aos municípios carta branca, isto é, dado autonomia, cada municipalidade pode optar sobre a forma que retomará o ensino, incluindo a rede estadual. Sendo assim, reitera que a opção de retornarem dia 7 de outubro ainda é válida.
Já o Sindicato das Escolas Particulares confirmou que o retorno é garantido. O presidente Antonio Batista Grosso disse à reportagem que foi feita uma consulta com os pais, e cerca de 70% optaram por voltar às salas de aula. Segundo ele, é uma chance de tentar revisar os conteúdos aplicados de forma remota, principalmente ao terceiro ano do ensino médio, cujos alunos vão prestar vestibular e fazer Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Mas garante que o cenário é opcional. “Os pais que optarem por manter o filho no ensino remoto não serão prejudicados. As aulas serão dadas também de forma online”, completa.
Para Antonio, o mais importante é ajudar os alunos, principalmente “as crianças pequenas que estão tendo problemas psicológicos por estarem longe de amigos e professores”, afirma.

SAIBA MAIS

Reunião discute retorno às aulas presenciais em PP; Seduc diz que não é recomendável

Prudente consulta pais de mais de 19 mil alunos sobre retorno às aulas presenciais

Veja também