Publicidade

Estado pagará R$ 350 milhões de bônus para 166 mil servidores da Educação

Valor médio, calculado a partir das notas do Idesp, será de mais de R$ 2 mil; pagamento será efetuado no dia 25 de setembro

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 15/09/2020
Horário 17:05
Governo do Estado - Beneficiados atuam em 4.166 escolas que cumpriram alguma parte da meta 2019 Foto: Governo do Estado - Beneficiados atuam em 4.166 escolas que cumpriram alguma parte da meta 2019

O governo de São Paulo vai pagar cerca de R$ 350 milhões em bônus para 166 mil servidores da Seduc (Secretaria da Educação do Estado). O benefício é calculado a partir das notas do Idesp (Índice de Desenvolvimento da Educação de São Paulo) de 2019. 

Os beneficiados atuam em 4.166 escolas que cumpriram alguma parte da meta 2019. O valor médio do bônus é superior a R$ 2 mil. O pagamento ocorre, em parcela única, no dia 25 de setembro. 

Entre o total de servidores que serão contemplados, 129 mil são professores de ensino fundamental e médio. Mas além deles, diretores, agentes de organização e equipes técnicas das escolas e órgãos centrais também têm direito ao bônus. 

"No dia 25 de setembro será liberado o bônus 2019 aos professores e a todos os profissionais que alcançaram as metas - nossos diretores, agentes de organização escolar, supervisores. É a valorização dos nossos profissionais da educação, com foco na aprendizagem, reconhecendo aqueles que avançaram", destaca o titular da Seduc, Rossieli Soares.

Para chegar ao valor individual, a secretaria considera se a unidade avançou, atingiu ou superou a meta estipulada para o período. Os servidores precisam ainda ter trabalhado, no mínimo, em dois terços do ano letivo.

Escolas que superaram suas metas terão um adicional de até 20% da bonificação por resultados. Quando a meta não é atingida, é calculado o avanço proporcional da escola.

Veja também