Grêmio Prudente classificado: pênalti perdido e gol da vitória no final

Com “vento a favor”, Gavião Carcará leva a melhor contra o Assisense e garante vaga no mata-mata da Bezinha; no domingo, pela última rodada da fase de grupos, Grêmio e XV se enfrentam 

Esportes - CAIO GERVAZONI

Data 22/09/2021
Horário 20:06
Foto: AI do Grêmio Prudente 
Jogadores e comissão técnica do Grêmio comemoram classificação para o mata-mata da Bezinha
Jogadores e comissão técnica do Grêmio comemoram classificação para o mata-mata da Bezinha

Não faltou emoção nesta tarde, na “decisão” entre Assisense e Grêmio Prudente pela nona e penúltima rodada do grupo 2 do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, a Bezinha. No embate entre Falcão do Vale e Gavião Caracará, no estádio Tonicão, em Assis (SP), melhor para o Carcará: Assisense 1, Grêmio Prudente, de virada, 2. 
O atacante Igor Bolt, camisa 29 do Grêmio, fez o gol decisivo da classificação da equipe prudentina para o mata-mata da Bezinha aos 44 da segunda etapa. Na última rodada, em jogo de classificados, o Grêmio recebe o XV de Jaú, domingo às 15h, no Estádio Paulo Constantino, Prudentão. Por sua vez, na briga para ter o melhor retrospecto entre os quartos colocados e avançar para a próxima fase, o Assisense vai até Osvaldo Cruz enfrentar o Azulão, já eliminado, no Estádio Municipal Breno Ribeiro do Val
O duelo entre Falcão do Vale e Gavião Caracará era o famoso jogo de “seis pontos”. Para os donos da casa, a derrota tiraria o time de Assis da briga pela classificação direta para o mata-mata. Já para os visitantes prudentinos, o triunfo selaria a ida para as oitavas de final. No final das contas, o Gavião levou a melhor no bater de asas e continua a planar rumo ao acesso para a série A3 do Paulistão.  

Venta de lá, venta de cá

Ventou e ventou muito no Tonicão na ensolarada tarde de hoje, em Assis. O duelo decisivo entre Assisense e Grêmio Prudente começou com muita cautela entre as duas equipes. O panorama do jogo, até a parada técnica para a reidratação dos atletas aos 22 minutos da primeira etapa, foi parelho: lançamentos que não surtiram efeito, tentativas sem muito perigo aos goleiros, cartões amarelos - um para cada lado - e ânimos exaltados e muita reclamação fora das quatros linhas.
Contudo, após a parada, o jogo ficou quente dentro de campo e, aos 34 do primeiro tempo, o vento soprou a favor dos donos da casa. O atacante Lucas Silva, o Lukaku de Assis, abriu o placar em cobrança de pênalti. A penalidade foi marcada após o próprio Lukaku aproveitar a sobra da bola alçada na área da equipe visitante e finalizar em direção ao gol; o lateral-direito do Grêmio, Lucas Marques, estava próximo do lance e tentou intervir na finalização do camisa 9 do Assisense, porém, a pelota explodiu no braço do camisa 2 do Gavião Carcará. O árbitro Antônio Carlos de Sousa Júnior não titubeou e marcou a penalidade a favor do Falcão do Vale. Frio e calculista, Lukaku só deslocou o goleiro Leo Lópes e abriu o placar para os mandantes no Tonicão: Assisense 1, Grêmio 0. 
O Gavião Carcará não se abateu com o gol adversário e continuou na peleja, agora, em busca do empate. A igualdade no placar parecia tomar forma. O 9 do Grêmio, Neto Acará, autor do gol da vitória contra o Azulão no dérbi passado, começou na titularidade do ataque, mas não pode conceder muitas alegrias ao torcedor prudentino como na rodada anterior. Aos 39, Acará teve uma boa chance para empatar o duelo, mas o goleiro adversário, João Pedro, defendeu e, no rebote, Igor Bolt mandou a bola por cima do travessão. O Grêmio Prudente gostou do jogo e se impôs no setor ofensivo.     
Nos acréscimos da primeira etapa, aos 47, pênalti para o Grêmio. O vento parecia soprar a favor dos visitantes quando o árbitro apontou para a marca da cal após o meio-campista da equipe prudentina, João Pedro, nº 30, “bater a carteira” do volante Viturino, 5 do Assisense, na linha da grande área e sofrer falta do próprio camisa 5. Acará chamou a responsabilidade, bateu o pênalti e a bola beijou a trave direita do goleiro João Pedro. No rebote da penalidade, a zaga do Falcão do Vale afastou a pelota após Igor Bolt tentar o cruzamento. 

Dedo do técnico

Ao final da primeira etapa, os donos da casa saíram vitoriosos e estavam de forma provisória no G3 do grupo 2. No entanto, aos 10 minutos da etapa final, o técnico do Grêmio, Luiz Henrique Dalben, o Epitácio, apostou na retomada do 4-3-3 vitorioso das últimas duas rodadas. Epitácio sacou o atacante Carcará e colocou o ponta-esquerda Lucas Silva, camisa 11, em campo. Mudança fundamental na equipe prudentina, que deu velocidade na criação de jogadas pelos flancos do setor ofensivo do Grêmio no segundo tempo. 

Lucas Silva on fire

Com a “setinha pra cima”, Lucas Silva desiquilibrou o duelo. O ataque do Grêmio Prudente retomou a destreza e velocidade para criar e concluir as jogadas. A química no setor de ataque do Grêmio Prudente entre Igor Bolt, 29, mais centralizado, Wallace, 7, mais pela direita e o 11, Lucas Silva, pela esquerda, fez o Gavião Carcará crescer na etapa final. O apoio dos laterais Lucas Marques, pela direita, e Cordova, pelo lado esquerdo, também foi de muita valia para o bom desempenho da equipe no desafogo das jogadas.  
Aos 12, veio a recompensa. Lucas Silva ciscou pra cima da marcação dos donos da casa e sofreu falta pela ponta esquerda. Na cobrança de tiro livre, João Pedro colocou a bola na área da equipe de Assis e o zagueiro estreante Diego Landir subiu alto e, de cabeça, mandou a pelota para as redes para empatar o duelo contra o Assisense. E dale rajada de ar: o clímax da peleja entre Falcão e Gavião veio no final. 
Com o Grêmio Prudente melhor ao longo do segundo tempo, a vitória veio com emoção quando o jogo já se encaminhava para o final. 
Aos 44, o meia-ofensivo, camisa 17 do Gavião Carcará, Negueba, que havia entrado minutos antes, fez uma boa jogada pelo setor esquerdo e colocou a bola na cabeça de Igor Bolt: o camisa 29 do Grêmio foi letal e fez o tento decisivo que garantiu a classificação antecipada da equipe prudentina para o mata-mata do certame. 

Fala, Epita!

Na coletiva pós-jogo, o treinador do Grêmio Prudente, Luiz Henrique Dalben, o Epitácio, falou sobre as mudanças promovidas na segunda etapa que deram vida nova ao setor ofensivo da equipe. “O campo hoje não contribuiu com a formação inicial, a bola fica muito viva e em determinado momento a gente percebeu que o jogo não estava fluindo e por isso da ideia de reutilizar um pouco mais a beirada do campo [...] Foi um modelo que casou com momento do jogo”, indicou o técnico. 
Sobre a campanha de altos e baixos na fase de grupos, Epitácio pontuou que o grupo de jogadores retomou a confiança ao longo do certame e que a sensação da comissão técnica é de gratidão com a classificação para o mata-mata.
Com o Grêmio Prudente já classificado, o próximo jogo da equipe prudentina será mais tranquilo, pero no mucho. No domingo, em casa, o Grêmio enfrenta o líder XV de Jaú. Um duelo que servirá para rodar peças e descansar os titulares para o começo das oitavas de final, já na próxima semana.



 

Veja também