Itens natalinos e típicos do ano-novo estão em liquidação no varejo 

Em Prudente, supermercados reduzem preços de panetones, chocotones e linha de aves, como chester e peru, com o objetivo de queimar o estoque

PRUDENTE - CAIO GERVAZONI

Data 07/01/2022
Horário 06:29
Foto: O Imparcial
Panetones e chocotones estão entre itens que entraram em promoção
Panetones e chocotones estão entre itens que entraram em promoção

Depois do encerramento das festas de fim de ano, os estabelecimentos varejistas de Presidente Prudente deram início à liquidação dos produtos natalinos e típicos do ano-novo. Os principais itens com descontos são panetones, chocotones e a linha de aves natalinas, como chester e peru. 
No Supermercado Avenida, o gerente da unidade na Avenida Coronel José Soares Marcondes, João Luís Nicolosi Gasparino, relata que toda linha de produtos natalinos está em promoção, em especial, as aves. “O chester, por exemplo, de R$ 21 o quilo está saindo por R$ 9,90”, pontua. No Supermercados Estrela, unidade da Cohab, a liquidação é voltada apenas para panetones e chocotones: estes itens estão com desconto de até 10%. “Como se criou a cultura dos mercados abaixarem o preço desses produtos no início do ano, as pessoas acabam procurando mais por isso nessa época também”, explica o gerente da unidade, Vinícius Borba de Sá. O panetone ou chocotone Bauducco, por exemplo, que no mês passado estava R$ 19,98, hoje sai por R$ 18,98. 
O gerente de compras do Supermercados Nagai, unidade da Avenida Brasil, Jair de Souza também pontua que no estabelecimento o foco das promoções é a linha de panetones e chocotones. “Eventualmente, tem uma sobra desses itens após o fim do ano. Então, com algumas marcas a gente faz o popular dois por um. Com outra marca, abaixamos o valor em cerca de 30% a 40%”, indica Jair. Ele narra que, como estes produtos são sazonais, ou seja, de época, o intuito do mercado é realmente promover a queima de estoque. “Como não é tradição do pessoal consumir durante o ano, a gente abaixa o preço desses itens para limpar o estoque”, pontua. 
O vigilante Roberto Eugenio da Silva, que realizava compras no local, conta que estes itens depois da época natalina não o interessam. “Ah, são produtos que são tradição para aquele período específico, né? Será que a carne do churrasco também abaixou? Durante o Natal estava muito alto”, expressa. A aposentada Alaíde Roque dos Santos conta que consumiu os produtos durante as festividades de fim de ano e, também, não tem interesse em comprar estes itens passado o período. “Eu gosto, mas já comi bastante e mesmo com a liquidação não vou pegar mais, não”. 

Veja também