Publicidade

Pais de primeira viagem celebram data especial

Bombeiro e professor de filosofia. O que eles têm em comum? A chegada do primeiro filho

PRUDENTE - ROBERTO KAWASAKI

Data 09/08/2020
Horário 13:25
Cedida/Iandra Moraes - Benício, filho de Lucas e Carla, nasceu no final de junho Foto: Cedida/Iandra Moraes - Benício, filho de Lucas e Carla, nasceu no final de junho

“Sempre pedi a Deus para que me abençoasse com essa missão: a de ser pai”. A afirmação é do bombeiro Lucas Andrade Sisareli, 29 anos, pai de Benício, que nasceu no último dia 30 de junho. Fruto do casamento com a também bombeira, Luana Carla Grosso Sisareli, 34 anos, divide a rotina no Quartel do 14º Grupamento de Bombeiros, em Presidente Prudente, com a dádiva de ser pai de primeira viagem. 
Assim como ele, muitos passarão o primeiro Dia dos Pais com uma nova companhia, um brilho a mais para a vida. Parceiros não apenas no trabalho, mas fora dele, Lucas conta que ele e Carla descobriram juntos a gravidez, e puderam compartilhar a ansiedade para a espera de Benício. “Foi uma emoção muito grande, com um misto de insegurança pela tamanha responsabilidade que é ter um filho”, conta. “Confesso que a ficha ainda está caindo”. 
Para trazer uma vida ao mundo, não basta apenas planejamento, mas, comprometimento – dever que o bombeiro já sentia antes mesmo de o bebê nascer. “Segurá-lo foi um pouco assustador na hora, pelo pequeno ser em minhas mãos, mas que já jogava em meus ombros uma grande responsabilidade”, afirma Lucas, que não conteve a emoção durante a conversa com a reportagem.  
“Meu filho, quando puder ler esta mensagem, saiba que o pai escreveu com os olhos cheios de lágrimas. Você é e sempre será muito amado, valeu muito a pena cada noite em claro te balançando até cair no sono”, salienta. “Amo você!”. 


Ser pai não era um sonho

Assim como o bombeiro Lucas, o professor de filosofia, Hérculis Vinícius Branco Dourado, 36 anos, de Narandiba, passará a primeira celebração desempenhando o papel de ser pai. A noiva, Adriana dos Anjos de Souza, 37 anos, que reside em Álvares Machado, está à espera de Raul, previsto para nascer daqui a algumas semanas. 
Hérculis conta que ser pai não era um sonho, mas, que com o passar do tempo a ideia mudou. “Começamos a ficar mais firmes, sólidos, e a ideia de pensar em ter um filho começa a vir por aí”, afirma. A experiência na paternidade já era praticada pelo professor, que se considera um parceiro para Letícia, 15 anos, a filha de Adriana. “Mesmo sendo padrasto, comecei a ter a relação ligada a ser pai”, conta. 
Com uma certa ansiedade, misturada por felicidade e prazer, Hérculis afirma que a nova função será importante. “A gente aprende com a vida, com a experiência da família e dos amigos”, considera. “É um novo ser do qual a gente também se torna responsável diretamente”. 

Foto: Cedida

Pais de Primeira Viagem Presidente Prudente
Letícia, Adriana e Hérculis aguardam a chegada de Raul

SAIBA MAIS

Qual o recado que você deixa para seu pai?

As guardiãs do “Seu Chico”

Veja também