Pandemia faz busca por seguros crescer na região

Instabilidade econômica e impacto da Covid-19 são principais fatores para aumento da demanda de serviços securitários; seguros de automóveis e de vida estão entre mais procurados

REGIÃO - CAIO GERVAZONI

Data 25/07/2021
Horário 08:12
Foto: Freepik
De acordo com a CNseg, crescimento do setor foi de 15,5% nos quatro primeiros meses de 2021
De acordo com a CNseg, crescimento do setor foi de 15,5% nos quatro primeiros meses de 2021

O setor de seguros anda em alta no Brasil e, consequentemente, na região de Presidente Prudente, após período de recessão do segmento no ano passado. As incertezas geradas pela crise econômica e sanitária que o país enfrenta fizeram o crescimento do setor chegar a 15,5% nos quatro primeiros meses de 2021. É o que aponta pesquisa realizada pela CNseg (Confederação Nacional das Seguradoras), que leva em conta os seguros de danos (materiais e responsabilidade contra terceiros), de benefícios (vida e previdência, principalmente) e o segmento de capitalização. No acumulado do ano, os setores de destaque foram a cobertura de pessoas (com crescimento de 18,5%), seguido por danos e responsabilidades (12,4%) e capitalização (5,3%).
O diretor territorial da Mapfre nas regiões norte e noroeste do Estado de São Paulo, Marcos Antônio da Silva Ferreira, explica que a pandemia da Covid-19 trouxe às pessoas um despertar, de forma muito abrangente, com a relação à necessidade de proteção familiar e patrimônios de vida como um todo. “A gente tem observado que em Presidente Prudente e região teve um crescimento na procura e na oferta destes serviços por parte dos nossos corretores de seguro locais”. 
Segundo o diretor territorial da empresa, o seguro de automóveis ainda é o mais procurado, mas o que se tem visto quanto ao crescimento da demanda é a busca por seguros de vida e seguros residenciais, especialmente, porque neste tipo de contrato há uma cobertura de serviços de encanamento, elétricos, entre outros. “Eu entendo que o seguro funciona como uma proteção a favor da redução das incertezas que a vida traz, ainda mais neste cenário atual”, completa.
“O setor de seguros tem crescido cada dia mais e, com o avanço da vacinação na região, a expectativa é que este aumento continue”, explica o corretor de seguros da Santinoni Corretora, Gilson Cabral. De acordo com o corretor, há um aumento nos contratos de consórcios para veículos. Ele também ratifica o crescimento do número de seguros residenciais na região de Prudente. “Aqui na nossa região tem acontecido muita queda de energia e o pessoal se atenta a isto na hora de contratar o serviço”. 
Para o advogado, corretor e sócio-proprietário da Lince Corretora de Seguros, Leandro Vendrame Marangoni Ferreira, a insegurança causada pela pandemia e as incertezas com relação ao futuro fizeram com que a procura por proteção e garantia financeira das famílias aumentassem. “A priorização da saúde e bem-estar familiar está em foco. O mercado de seguros entendeu o recado e passou a dar cobertura para o evento ‘pandemia’ inclusive. Antes, considerado um risco totalmente excluído e sem cobertura securitária”, pontua Leandro. 
De acordo com a Susep (Superintendência de Seguros Privados), houve 3% de crescimento na procura dos serviços desse setor no primeiro semestre de 2021, comparado ao mesmo período do ano anterior.

É preciso planejar

O economista e professor universitário, Moisés Silva Martins, alerta que é importante delinear um planejamento para contratar serviços securitários. “O seguro é sempre interessante, mas só que tem um detalhe: você não pode gastar mais que 5% de sua renda para fazer um seguro, porque este percentual chega a mais que meio salário anual para cobrir o seguro que se pretende contratar”. Segundo o economista, apesar das comodidades oferecidas pelos seguros, é de grande relevância para a família realizar um ‘pente fino’ do que é necessário para realizar um investimento deste tipo. “Quando nós falamos em seguro, o significado da própria palavra está associada à segurança, ou seja, é aquilo que vai te trazer um conforto futuro e com certeza vai te segurar alguns benefícios, mas é sempre importante fazer um planejamento”, explica.

Veja também