Penitenciárias apreendem ilícitos e entorpecentes durante vistorias

Na unidade de Lucélia, agentes encontram um invólucro de maconha escondido entre páginas de um livro; apreensões também ocorreram em Irapuru e Bernardes

REGIÃO - WEVERSON NASCIMENTO

Data 22/06/2021
Horário 20:05
Foto: Cedida/ Croeste
Em Lucélia, droga foi apreendida e encaminhada à Delegacia de Polícia local
Em Lucélia, droga foi apreendida e encaminhada à Delegacia de Polícia local

Nesta última semana, materiais ilícitos e entorpecentes foram apreendidos durante vistorias nas penitenciárias de Irapuru, Lucélia e Presidente Bernardes. O balanço divulgado pela Croeste (Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste) detalha que todas as unidades prisionais instauraram procedimentos disciplinares para apurar a cumplicidade dos sentenciados envolvidos nas ocorrências, além de suspenderem visitas de uma mulher e dos remetentes das encomendas.
A apreensão na Penitenciária de Irapuru foi registrada na sexta-feira, por volta das 10h30, durante o procedimento de revista a uma encomenda, que, posteriormente, seria entregue a um sentenciado. Na ocasião, os agentes encontraram 49 porções de haxixe escondidas em pacotes de fumo. No cós de uma calça também localizaram 23 papelotes de K4. Os materiais foram apreendidos e o sentenciado, que receberia a encomenda, conduzido ao pavilhão disciplinar. A visitante também foi suspensa do rol de visitas.  

Penitenciária de Lucélia

No mesmo dia, também durante procedimento de revista em encomendas, foi localizado na Penitenciária de Lucélia, escondido entre páginas de um livro, um invólucro contendo maconha. O material foi apreendido e encaminhado à Delegacia de Polícia local. Diante da ocasião, foi instaurado Procedimento de Apuração Disciplinar e o sentenciado encaminhado ao Pavilhão Disciplinar, onde aguardou apuração dos fatos.

Penitenciária de Bernardes

Na última semana, também foram registradas quatro apreensões de materiais ilícitos enviados através de correspondências para Penitenciária Silvio YoshihikoHinohara, de Presidente Bernardes. 
Na quarta-feira, por volta das 13h50, um preso foi chamado para receber uma encomenda enviada por seu familiar. Durante procedimento de revista, foram localizados dez pedaços fragmentados da droga sintética conhecida como K4, em um saco de balas. 
No dia seguinte, no momento em que outros objetos passavam pelo aparelho de raios-X, foram encontrados, em uma primeira revista, oito alto-falantes de aparelhos celulares camuflados em tampas de frascos de remédios. Na sequência, também localizam, escondidos no interior da tampa de um frasco de vitaminas, dez pedaços de papel supostamente da droga sintética K4.
Na sexta-feira, também durante abertura e revista de encomendas, os agentes encontraram mais drogas sintéticas (K4) em fundos falsos de envelopes. Ao ser questionado, o sentenciado nada proferiu.
Diante dos fatos, foram instaurados procedimentos disciplinares para apurar a cumplicidade dos sentenciados envolvidos nas ocorrências, bem como a suspensão das visitas dos remetentes das encomendas.

 


 

Veja também