Polícia Ambiental autua madeireira em mais de R$ 11 mil

Estabelecimento comercializa produtos sem DOF (Documento de Origem Florestal), que é obrigatório

REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI

Data 13/01/2021
Horário 11:15
Foto: Polícia Militar Ambiental
Foi feito o bloqueio administrativo do pátio madeireiro para regularização
Foi feito o bloqueio administrativo do pátio madeireiro para regularização

Uma madeireira em Paulicéia foi autuada em mais de R$ 11 mil, após a Polícia Militar Ambiental encontrar irregularidades nas mercadorias comercializadas, durante fiscalização de realizada ontem.

De acordo com a corporação, periodicamente os estabelecimentos recebem as visitas dos policiais, a fim de verificar se os produtos estão ou não regularizados. No caso da empresa fiscalizada ontem, alguns produtos não possuíam o DOF (Documento de Origem Florestal), que é obrigatório. 

Ainda conforme os policiais, a equipe esteve no pátio onde encontrou o depósito de 17,5699 m³ e a venda de 19,5568 m³ de madeiras serradas sem a documentação necessária.

Devido ao crime, foram elaborados dois autos de infração ambiental ao estabelecimento, representado pelo proprietário, de 50 anos. 

As multas aplicadas foram nos seguintes valores: R$ 5.270,97 e R$ 5.867,04, que totalizaram R$ 11.138,01. Foram apreendidos 17,5699 m³ de madeira serrada de diversos tamanhos e espécies que ficaram depositadas na sede da empresa autuada, à disposição da Justiça.

Segundo a polícia, foi feito o bloqueio administrativo do pátio madeireiro para regularização.

Veja também