Presídios da região doam mais de 3 mil peças de roupas

Unidades recolheram alimentos não perecíveis e de higiene; iniciativa é importante em razão da pandemia de Covid-19

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 13/10/2020
Horário 12:35
Croeste - Entrega de 909 peças de roupas foi realizada pelo CPP de Pcaembu
Croeste - Entrega de 909 peças de roupas foi realizada pelo CPP de Pcaembu

Em meio à pandemia de Covid-19, atos de solidariedade são de grande importância para os menos favorecidos. Pensando nisso, servidores de 19 estabelecimentos penais da Croeste (Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste) realizaram campanhas com o objetivo de obter agasalhos, alimentos e itens de higiene para doações.

As unidades também arrecadaram alimentos não perecíveis, como caixas de leites e bolachas, entre outros.

De acordo com Croeste, foram arrecadadas fraldas geriátricas e itens de higiene, além da coleta de roupas, com mais de 3 mil peças para a Campanha do Agasalho, até o fim de agosto. 

Veja números e entidades beneficiadas

  • Penitenciária de Pacaembu – 1.200 peças de roupas à Assistência Social Mariana, 120 kg de alimentos e 360 fraldas geriátricas ao lar dos idosos;
  • Centro de Progressão Penitenciária de Pacaembu – 909 peças de roupas à Assistência Social Mariana;
  • Penitenciária de Presidente Bernardes – 510 peças de roupas e calçados e 150 kg de alimentos para o Fundo Social de Solidariedade;
  • Centro de Detenção Provisória I de Pacaembu – 148 kg de alimentos e itens de higiene;
  • Penitenciária de Martinópolis – 212 peças de roupas à Comunidade São José da Igreja Católica;
  • Penitenciária de Lucélia – 172 roupas à Associação de Voluntários de Apoio aos Portadores de Câncer de Lucélia – Avapoc;
  • PIII de Lavínia – 148 roupas e diversas caixas de alimentos para Associação de Promoção e Assistência de Lavínia – APAL e Associação Mirandopolense de Assistência aos Idosos – AMAI);
  • Penitenciária de Presidente Prudente – 147 peças de roupas à Liderança Comunitária do Conjunto Habitacional João Domingos Neto do município;
  • Penitenciária de Flórida Paulista – 81 peças de roupa ao Fundo Social de Solidariedade e alimentos em prol do asilo de idosos da cidade;
  • Centro de Detenção Provisória de Caiuá – 70 peças de roupas à Paróquia São Jerônimo Emiliane de Presidente Epitácio;
  • PI de Lavínia – 60 peças de roupas para o fundo social local;
  • Penitenciária de Caiuá – 12 cestas básicas à assistência social do município;
  • Penitenciária de Osvaldo Cruz – 08 cestas básicas para famílias carentes;
  • Penitenciária de Riolândia – 212 litros de leite à Santa Casa de Misericórdia de Votuporanga;
  • Centro de Detenção Provisória II de Pacaembu – 70 kg de alimentos à Assistência Social Mariana de Pacaembu;
  • Centro de Detenção Provisória de São José do Rio Preto – 08 caixas de mantimentos à Defesa Civil municipal;
  • Penitenciária de Florínea – cerca de 100 itens entre bolachas e leite para a Associação Voluntária de Combate ao Câncer de Assis;
  • PII de Lavínia – roupas diversas para o Centro de Referência da Assistência Municipal;
  • Centro de Progressão Penitenciária de São José do Rio Preto – Agasalhos, itens de higiene e limpeza para a Associação e Oficina de Caridade Santa Rita de Cássia e ao Lar de Idosos Engenheiro Schimidt.

A Penitenciária “Ozias Lúcio dos Santos” de Pacaembu foi a que mais arrecadou no período e também segue juntando lacres de alumínio e tampinhas plásticas para futuras caridades.


Croeste - CDP II de Pacaembu doou 70 kg de alimentos à Assistência Social Mariana

SAIBA MAIS

Presídios da região se destacam em atendimento virtual

Sindasp pede que suspensão de visitas em presídios seja mantida

Familiares pedem retorno de visitas presenciais

Veja também