Prudentinos são juízes na seletiva de natação

Sinomar

Jefferson Chaves, Renan Porto e Rodrigo Gonzaga atuaram na arbitragem da seletiva para o Mundial de Natação, essa semana, em Bauru

COLUNA - Sinomar

Data 14/08/2021
Horário 04:46
Presidente Prudente esteve representada no quadro de arbitragem
Presidente Prudente esteve representada no quadro de arbitragem

Durante essa semana aconteceu em Bauru (SP) a seletiva brasileira para o Mundial de Natação, que será realizado em Abu Dabhi nos Emirados Árabes. Disputa teve a participação de vários atletas que estiveram nas Olimpíadas de Tóquio. Presidente Prudente esteve representada no quadro de arbitragem, com os juízes Jefferson Chaves, Renan Porto e Rodrigo Gonzaga.

Bom dia 
"Fuja dos elogios, mas esforce-se para merecê-los". 
François Fénelon

Trânsito
Além das fechadas por causa das barbeiragens no trânsito prudentino, alguns motoristas, mesmo errados, fazem gestos obscenos para responder reclamações. O reclamante pode ser moça, senhora ou senhor que os ataques verbais ou gestos são contundentes. A rotatória do Prudenshopping é um ponto crítico, se todos não forem tolerantes a paz no trânsito nunca vai existir. O Código de Trânsito Brasileiro condena esse tipo de atitude.

Vacina é airbag
A morte do ator Tarcísio Meira, 85 anos, por Covid-19 após tomar as duas doses da Coronavac em abril, provocou um novo debate acerta da eficácia das vacinas. Em Presidente Prudente, o infectologista André Pirajá veio a público para defender a segurança e eficácia das vacinas. Lembrou que nenhuma vacina ou tratamento de saúde tem 100% de eficácia, mas em geral e que mesmo indivíduos imunizados podem contrair o vírus, adoecer e morrer, embora em frequência muito menor do que os não vacinados. Pirajá comparou a vacina ao airbag dos carros: “Salvam a maioria das vidas”.

D. Nydia simboliza a benemerência

D. Nydia Gonçalves Sambaquy foi uma das primeiras pessoas da cidade a apoiar o projeto do Hospital Regional do Câncer de Presidente Prudente (hoje Hospital de Esperança), e fez uma doação substancial à instituição no início da construção. Ela já faleceu, mas suas três filhas Vera, Clara e Nadiege estiveram ontem de manhã no HE, para descerrarem uma placa em homenagem a d. Nydia. Foi uma cerimônia emocionante, que contou com a presença de amigos da família, como Marcos e Cristina Pires, Mituko Funada, Leda Atalla, Dada Simões e Kátia Christina Elias Gomes. “D. Nydia representa centenas de colaboradores, muitos anônimos, que acreditaram na concretização desse sonho que é o Hospital de Esperança, e através dela estamos homenageando todos eles”, declarou o presidente do hospital, Felício Sylla.


Felício Sylla, presidente do HE, e as irmãs Vera, Clara e Nadiege descerram a placa em homenagem a d. Nydia Gonçalves Sambaquy


As irmãs Sambaquy entre os amigos que as acompanharam ontem, no Hospital de Esperança


 

Veja também