Renovação de convênios com hospitais está em formalização final

Em tratativa está o acordo com a Santa Casa de Prudente, no valor mensal de R$ 480 mil para custeio de 10 leitos de UTI, além da liberação dos valores já acertados para o HRCPP

PRUDENTE - THIAGO MORELLO

Data 06/01/2021
Horário 06:18
Foto: Arquivo/ABr
Convênios devem viabilizar mais leitos de UTI-Covid
Convênios devem viabilizar mais leitos de UTI-Covid

Dentre as medidas para auxiliar na lida com a pandemia da Covid-19 estão em negociação dois acordos com o Estado, sendo um com a Santa Casa de Misericórdia de Presidente Prudente e outro com o HRCPP (Hospital Regional do Câncer de Presidente Prudente), que visam à liberação de recursos para mais leitos e atendimentos, como já informado outras vezes por este diário. Ontem, após o deputado estadual Mauro Bragato (PSDB) afirmar que as liberações foram confirmadas, a Secretaria de Estado de Saúde informou que o status é de formalização final.
De acordo com Assessoria de Imprensa do parlamentar, após um ofício enviado ao governador João Doria (PSDB) e ao secretário de Estado da Saúde, Jean Gorenstein, solicitando o retorno da estrutura, o chefe da pasta teria comunicado a liberação para a retomada do convênio com a Santa Casa de Prudente no valor mensal de R$ 480 mil para custeio de 10 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) por três meses, prorrogáveis por mais três. Já na segunda-feira, também teria sido liberado o convênio com o HRCPP no valor de R$ 1,8 milhões mensais (já aprovado e assinado), também por três meses e prorrogáveis.
À reportagem, a Santa Casa de Presidente Prudente informou que está na fase de apresentação “do plano de trabalho e posterior assinatura do convênio para homologação dos 10 leitos de UTI”. Já o HRCPP, no entanto, informou que, após a renovação do acordo, no dia 15 de dezembro, o Estado solicitou o envio eletrônico do também plano de trabalho da unidade de saúde. “O envio foi realizado na mesma data e agora o HRCPP aguarda a tramitação para a assinatura e repasse dos recursos, para, então, iniciar a transferência dos pacientes. Ou seja, ainda não houve formalização”, completa.
Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde reiterou que dobrou a capacidade de leitos UTI-Covid no HR (Hospital Regional) Doutor Domingos Leonardo Cerávolo, em dezembro, passando de 10 para 20 leitos. O órgão menciona ainda que também auxiliará na duplicação da capacidade de terapia intensiva da Santa Casa de Prudente, pois está em “fase final de formalização um convênio com o hospital para ativação de mais 10 leitos do tipo”.
Além disso, a pasta reafirmou o novo convênio de custeio para manter a oferta de 80 leitos clínicos e 10 leitos de UTI destinados ao atendimento de pacientes oncológicos, no HRCPP, e de outras patologias de média complexidade, com o objetivo de liberar leitos de Covid-19 nos hospitais de referência na região.

Taxa de ocupação

Até a atualização de ontem, a taxa de ocupação no DRS-11 (Departamento Regional de Saúde), de Presidente Prudente, era de 74,8% em UTI e 64,6% em enfermaria e, portanto, a rede hospitalar segue com condições de assistir casos graves do novo coronavírus. A atualização pode ser conferida diariamente no site: https://www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus.

Veja também