Retotalização altera 2 cadeiras na Câmara de PP

Com recontagem dos votos, Valmir da Silva Pinto (PR) e Eduardo César da Silva Oliveira (PV) estão fora da próxima legislatura

PRUDENTE - JEAN RAMALHO

Data 29/10/2016
Horário 07:31
 

Valmir da Silva Pinto (PR) e Eduardo César da Silva Oliveira, Edu da Padaria (PV), estão fora da próxima legislatura da Câmara Municipal de Presidente Prudente, que começa a partir de 1º de janeiro de 2017. Na tarde de ontem, a Justiça Eleitoral promoveu a retotalização dos votos dos candidatos que concorreram ao cargo de vereador nas eleições municipais deste ano na cidade e a dupla foi excluída do grupo dos eleitos por conta do QE (quociente eleitoral). Em seus lugares, Elza Alves Pereira e Pereira, Elza do Gás (PTB), e Rogério Rufino Galindo Campos (PSDB) ganharam a oportunidade de legislar durante o próximo mandato.

Jornal O Imparcial Retotalização dos votos foi realizada na tarde de ontem, no cartório da 101ª ZE

Toda essa mudança ocorreu em razão do deferimento da candidatura de Walmy Geraldo de Almeida (PPS) pelo TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral do Estado de São Paulo), na última semana. Ele disputou as eleições municipais como indeferido com recurso e recebeu 425 votos, porém, seus votos não foram computados na apuração, devido sua pendência judicial. Entretanto, a Corte Eleitoral estadual decidiu, por maioria de votos, dar provimento ao recurso do candidato e seus votos puderam ser inseridos na contagem total dos votos válidos.

Com isso, o total de votos válidos para vereador durante o pleito eleitoral subiu dos 109.053 computados em 2 de outubro, para 109.478, incluindo os 425 votos de Walmy de Almeida. A partir da retotalização, realizada na tarde de ontem, no cartório da 101ª Zona Eleitoral, em Prudente, o quociente eleitoral, que é a soma total dos votos dividida pelo número de cadeiras no Legislativo, subiu dos 8.389 anteriores, para 8.421.

Para se ter direito a uma cadeira na Câmara Municipal, partidos ou coligações devem atingir o mínimo de votos do QE. Quando isso ocorre, as vagas são distribuídas dentro das respectivas legendas entre os mais votados. A questão é que, antes da retotalização, a coligação composta por PR/PV (Partido da Republica/Partido Verde) havia atingido o QE, com 8.404 votos. Contudo, depois da recontagem, as siglas ficaram abaixo do limite mínimo e tiveram que entregar as duas cadeiras pelas quais tinham direito.

 

Trocas

A reviravolta no número de votos resultou na queda do vereador Valmir da Silva Pinto, que havia sido reeleito para o próximo mandato com 1.358 votos. Além disso, tirou também da próxima legislatura o estreante Edu da Padaria, que obteve 1.328 votos no pleito deste ano. Para suas vagas, entraram Elza do Gás, que ganhou o direito à reeleição com 1.256 votos, e Rogério Galindo, que recebeu 1.242 votos e irá cumprir seu primeiro mandato entre 2017 e 2020.

 

Posicionamentos

Em seu primeiro mandato como vereador em Prudente, Valmir da Silva Pinto se disse chateado com a alteração no Legislativo, mas afirmou que pretende finalizar esta legislatura "de maneira digna". "É uma decisão que aumentou os votos válidos e, consequentemente, aumentou o quociente eleitoral. Portanto, ficamos chateados, mas a vida segue, seja feita a vontade do povo. Vou terminar o mandato de maneira digna, pois sei que o que fiz ao longo desses quatro anos foi muito proveitoso, então, tenho orgulho do que desempenhei", comenta o vereador, e diz ainda que não há possibilidade de tentar recurso.

Em nome de Edu da Padaria, o presidente do PV de Prudente, Gildo José Pedrosa, diz que a retirada de seu candidato já era esperada, por isso não existe outra saída a não ser acatar. "Já esperávamos, pois a Justiça acatou o pedido de fazer a recontagem dos votos e culminou com a saída dos nossos vereadores. É um processo legal, inquestionável e um direito dos partidos, então, vamos acatar", afirma.

Já a reeleita Elza do Gás se disse muito feliz e surpresa com a possibilidade de "dar sequência ao trabalho". "Quando o primeiro resultado das urnas saiu fiquei triste, mas lá no fundo eu sabia que voltaria. Trabalhei muito ao longo desses quatro anos, então, agora estou feliz em poder continuar trabalhando em favor da população", ressalta. Rogério Galindo não foi encontrado pela reportagem para repercutir o resultado da retotalização.

 

Vereadores eleitos em Prudente
























































































Nome



Partido



Votos



Percentual



Izaque Silva



PSDB



3.791



3,46%



Enio Perrone



PSD



3.467



3,17%



Natanael Gonzaga



PSDB



2.167



1,98%



Demerson da Saúde



PSB



2.094



1,91%



Ivan Júnior



PTB



1.704



1,56%



Mauro Neves



PSDB



1.596



1,46%



Marcelo Trovani



PSB



1.475



1,35%



Alba Lucena



PTB



1.451



1,33%



Geraldo da Padaria



PSD



1.418



1,30%



Adão Batista



PSB



1.337



1,22%



Elza do Gás



PTB



1.256



1,15%



Rogério Galindo



PSDB



1.242



1,13%



William Leite



PPS



984



0,90%



Fonte: TSE (Tribunal Superior Eleitoral)

 

Veja também