São Lucas, o médico amado, padroeiro dos médicos

OPINIÃO - Gabriel Carapeba

Data 18/10/2020
Horário 06:50

Dia 18 de outubro é comemorado o Dia do Médico no Brasil. A verdade é que não conseguimos precisar desde quando comemora-se essa data, mas sabemos exatamente o que ela significa e quem, de maneira árdua, conseguiu implementar no nosso calendário um dia tão especial para tantos.
Doutor Eurico Branco Ribeiro foi um médico cirurgião, nascido em 29 de março de 1902 em Guarapuava (PR). Entre seus feitos, ele escreveu centenas de artigos, dezenas de livros, foi cirurgião em vários hospitais, fundador e presidente do Sanatório São Lucas em São Paulo, foi jornalista, filantropo, civilista, cavalheiro e sendo ambidestro, realizou mais de 31.500 cirurgias, sendo um dos maiores cirurgiões brasileiros. Além de todas essas realizações, Dr. Eurico Branco Ribeiro foi reconhecido como o maior estudioso mundial de São Lucas e foi ele quem solicitou a criação da data do Dia do Médico no Brasil, em homenagem ao nascimento do médico Lucas.
Lucas nasceu e cursou Medicina em Antioquia (atualmente fica na Turquia), era considerado gentio, isto é, que não seguia o judaísmo, era pagão. Durante as andanças em sua vida de médico, Lucas teve a oportunidade de conhecer por um curto período de tempo, um bom homem que pregava a palavra do Cristo aos gentios e era conhecido por  Saulo de Tarso. Ele ficou encantado com o que aprendera e resolveu seguir jornada pregando o cristianismo e exercendo a medicina. A palavra “cristão” foi citada inicialmente por Lucas, substituindo os conhecidos por viajores, caminheiros, peregrinos.
Passados alguns anos, aquele que anteriormente foi conhecido por Saulo, havia passado a ser chamado de Paulo e os dois tiveram novamente seus caminhos cruzados. Desta vez, porém, seria por anos juntos, e Lucas teve a oportunidade de acompanhar Paulo em seus últimos anos de vida. Paulo, conhecido hoje como São Paulo, fora procurado, preso e condenado à morte por divulgar a palavra de Jesus Cristo, que ele sequer havia conhecido em carne e osso.
Lucas teve, portanto, um excelente professor, sendo reconhecido até hoje como um importantíssimo apóstolo e alguém que demonstrou que é possível errar e buscar corrigir seus erros em vida. 
Seguindo seu coração e levando consigo tudo o que havia aprendido, Lucas continuou a divulgar o cristianismo, a praticar a medicina e outros dons como historiador, pintor e músico. Tornou-se um dos quatro evangelistas do Novo Testamento e é hoje conhecido como São Lucas, o médico amado, padroeiro dos médicos, pintores e artistas.
Enquanto em várias outras nações do mundo o Dia do Médico é atribuído a um dia que foi relevante e importante para determinada nação, no nosso Brasil hoje comemoramos o Dia de São Lucas, que foi alguém que todos nós devemos nos espelhar, alguém que cumpriu seu papel de médico quando sequer haviam recursos e tecnologia para diagnosticar ou tratar uma enfermidade. 
No nosso dia, vamos nos transportar para os dias atuais, quando apesar de tantas facilidades tecnológicas, estamos com muitas dificuldades para agir contra um microorganismo que vem ceifando várias vidas. Vamos meditar e buscar a solução que nosso patrono São Lucas teria tomado à época. Vamos reconhecer nossas derrotas, nossa incapacidade física e intelectual perante coisas que ainda não podemos explicar.
Que nosso caminhar tenha o mesmo propósito: de que toda vida importa e todos têm o mesmo valor. Vamos dar suporte a todos aqueles que sofrem por qualquer patologia! Quando não tivermos mais nada a fazer, vamos compartilhar nosso amor com o paciente e oferecer-lhe conforto, compaixão e empatia à sua dor.
 

Veja também