Sebos e livrarias intensificam uso do meio digital

Com a crise gerada pela pandemia, estabelecimentos de Prudente têm traçado estratégias para manter as vendas

VARIEDADES - THIAGO MORELLO

Data 28/07/2020
Horário 09:00
Weverson Nascimento - Além das vitrines físicas, virtuais têm ganhado espaço para divulgação Foto: Weverson Nascimento - Além das vitrines físicas, virtuais têm ganhado espaço para divulgação

A crise gerada pela pandemia da Covid-19, mais do que afetar a saúde, também cria reflexos na economia. E com o fechamento por muito tempo de estabelecimentos listados como não essenciais e agora abertos com horários reduzidos, atrelado à contenção de gastos das pessoas, o jeito é traçar estratégias que possam auxiliar no período e fazer com que as vendas não caiam ou que caiam o mínimo possível. Parte desse cenário, as livrarias e sebos prudentinos têm intensificado ainda mais o uso do meio digital, sobretudo as redes sociais, para garantir que ainda haja lucro, ao longo do enfrentamento da doença.
Em um dos cenários, há o Sebo Prudente, um dos mais conhecidos na cidade. Assim que o decreto estadual determinou o fechamento do comércio pela primeira vez, lá em março, o local já começou a pensar em maneiras que pudessem ajudar nas vendas. Foi daí que surgiu um dos primeiros passos (e o mais promissor): postar fotos das publicações no Facebook.
“Vendeu bastante. Tanto que a gente vai precisar tirar novas fotos para colocar. As pessoas olham, ligam para gente e marca de vir pegar. Sempre um por vez, e utilizando todos os cuidados necessários”, completa Maria José da Silva, que trabalha no local. Ela destaca que quando o comércio estava permanentemente fechado, eles seguiam a determinação à risca. Sendo assim, utilizar a venda pela rede social foi uma “boa estratégia”.

“AS PESSOAS OLHAM, LIGAM PARA GENTE E MARCA DE VIR PEGAR. SEMPRE UM POR VEZ, E UTILIZANDO TODOS OS CUIDADOS NECESSÁRIOS”
Maria José da Silva

E isso, para eles, significa um divisor de águas. Ela conta à reportagem que, se antes havia uma resistência quanto a usar a internet, o marketing digital é agora um caminho sem volta. Impulsionados pela situação, elas ampliaram a presença on-line também. “Agora também estamos na Amazon e no Mercado Livre”, conta. Além da Estante Virtual, o sebo on-line mais conhecido, onde já eram presentes. “Se não contássemos com a internet a situação estaria muito complicada”, avalia.
Em outro exemplo, a situação é semelhante à da Livraria Diocesana de Presidente Prudente, que não só intensificou o uso do Instagram, para a publicação dos produtos, como criou grupos de WhatsApp com os clientes que já possuí, para mostrar as novidades. “O pessoal liga procurando também”, completa o local. E quando finalizada a venda, a mercadoria é repassada por esquema de delivery ou drive-thru.
Mas o estabelecimento não deixa de sinalizar que a situação “está difícil”. Um dos motivos é pelo fato deles terem um público específico, uma vez que trabalham com livros religiosos. “Para quem já tem o costume, acaba se interessando mais fácil”, finaliza.
Com a região de Presidente Prudente na fase laranja, livrarias e sebos agora funcionam das 13h às 17h, em Presidente Prudente.

Sebo Prudente
127
Cartilha de alfabetização foi um dos itens mais vendidos no Sebo Prudente
 

Veja também