Sindicato é contra fechamento

PRUDENTE - THIAGO MORELLO

Data 09/05/2018
Horário 09:32

Após os Correios confirmarem que realizam estudos para reduzir o número de agências da empresa, o Sindicato dos Empregados da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos de Presidente Prudente e Região, cuja sede é em Bauru, já se posicionou contra o encerramento de locais e vagas de trabalho. A ideia, de acordo com a categoria, é promover um encontro com representantes da empresa para discutir o cenário.

O diretor do sindicato em Presidente Prudente, Hideyochi de Oliveira Hina, garante que ainda não é possível afirmar se a atitude afetará a região, no entanto, estudos já estão sendo feitos para evitar o cenário. Ainda de acordo com ele, o primeiro passo será mandar um ofício à CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) dos Correios, no Senado. “Nós queremos marcar uma audiência pública, porque, antes de realizar cortes, é preciso uma conversa entre as partes”, completa.

Ainda de acordo com ele, a categoria se faz contrária à decisão, uma vez que a medida foi tomada “unilateralmente”.

 

Correios

A reportagem entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do serviço de postagem para verificar quais agências da região serão afetadas. Por meio de nota, os Correios declararam que as localidades e o número de unidades que terão suas atividades encerradas ainda não estão definidos. “O projeto de redesenho da rede de atendimento visa à melhoria dos serviços à população. Ao final de sua implantação, o número de canais disponibilizados para o atendimento ao público será maior do que o número de agências hoje existentes no país”, pontua.

Veja também