Usina sucroalcooleira é multada em quase R$ 100 mil

Imagens de satélites levaram a polícia a identificar áreas de queimadas em terras arrendadas para a empresa

REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI

Data 14/07/2020
Horário 11:06
Polícia Militar Ambiental - Ao todo as autuações chegaram a R$ 97.650 Foto: Polícia Militar Ambiental - Ao todo as autuações chegaram a R$ 97.650

Ontem, durante a Operação Corta Fogo, uma equipe da Polícia Militar Ambiental realizou atendimento a focos de queimada detectados através de satélites. Em Marabá Paulista, uma usina sucroalcooleira foi autuada em quase R$ 100 mil.

No local indicado pelas coordenadas geográficas, foi identificada a queimada de duas áreas com plantio da cana de açúcar, sendo que o fogo atingiu áreas comuns de duas fazendas arrendadas para uma usina sucroalcooleira, perfazendo um total de 331 hectares.

Também houve a queima de APP (área de preservação permanente) e de 60 árvores nativas das espécies ipê e angico, danificadas mediante uso de fogo.

Diante de todas as constatações, foram elaborados quatro autos de infração ambientais.

O primeiro por dificultar a regeneração natural de demais formas de vegetação nativa, em área correspondente a 3,68 hectares em área de preservação permanente, no valor de R$ 27.600; outro, por danificar 44 árvores nativas fora de reserva legal averbada, de domínio público ou privado mediante uso de fogo, no valor de R$ 19.800.

Ainda, foi elaborado auto de infração por dificultar a regeneração natural de demais formas de vegetação nativa em área correspondente a 5,74 hectares mediante uso de fogo, no valor de R$ 43.050; e por danificar 16 árvores nativas fora de reserva legal averbada, de domínio público ou privado mediante uso de fogo, no valor de R$ 7.200.

Ao todo as autuações chegaram a R$ 97.650.

Veja também