Vanusa

Sandro Villar

O Espadachim, um cronista do tempo do iê-iê-iê

CRÔNICA - Sandro Villar

Data 10/11/2020
Horário 05:31

Fim de semana com um bocado de alegria e um bocado de tristeza. Alegria pela vitória do Biden, que vai tirar de cena o Pinóquio Trump, um gângster de grife que, é bom lembrar, só deixará de ser inquilino da Casa Branca no dia 20 de janeiro de 2021. Portanto, esse traste ainda vai ficar no cargo por mais de dois meses e é bom rezar pra ele não fazer besteira.
Tristeza pela morte da cantora Vanusa, que deixou este mundo de ilusões no domingo. Vanusa era uma artista de verdade, segundo o escritor Paulo Coelho, que nos anos 80 produziu um disco dela (LP, sigla de Long Play). Paulista da cidade de Cruzeiro, Vanusa morou muito tempo em Uberaba (MG). Se adaptou aos costumes de lá e tinha mesmo um jeitão de mineira, mas isso não tem a menor importância nesta narrativa.
Ela começou a cantar ainda criança e, aos 16 anos, passou a integrar uma banda. Vanusa começou a fazer sucesso no fim da década de 60 do século passado. A música "Pra Nunca Mais Chorar" foi sucesso nacional e a partir daí ela "engatava" um sucesso atrás do outro.
Bela voz, voz possante. Mesmo sendo uma das musas da Jovem Guarda, ao lado de Wanderléa e Martinha, Vanusa foi no fundo do baú da música brasileira e resgatou algumas obras-primas, como, por exemplo, "Mensagem", de Cícero Nunes e Aldo Cabral. 
A canção foi um dos maiores êxitos da notável cantora Isaurinha Garcia e, salvo engano, trata-se de um samba-canção. Vanusa gravou "Mensagem" numa versão iê-iê-iê e o resultado não poderia ter sido melhor.
Ela também gravou "Súplica Cearense", do compositor Gordurinha, que retrata o drama da seca no Ceará. Também nesse caso com um quê de rock. Uma curiosidade: Vanusa também colocou em seu repertório o clássico "Era um Garoto que Como eu Amava os Beatles e os Rolling Stones", mas a versão que fez sucesso mesmo foi a da banda Os Incríveis.
De Antônio Marcos, que foi seu marido, Vanusa gravou "Como Vai Você" e "Sonhos de Um Palhaço", mas convém lembrar que "Como Vai Você" também foi gravada por Roberto Carlos, que quando abre a boca para falar de política é um desastre.
Vanusa está exuberante na canção "Paralelas", que gravou antes de seu autor, o notável compositor Belchior. Claro que não posso deixar de mencionar "Manhãs de Setembro", de autoria dela e de um maestro cujo nome não me lembro enquanto escrevo estas mal digitadas linhas. Bela interpretação de Vanusa, uma senhora cantora.
Foi noticiado que Vanusa passou por maus bocados durante os seus 73 anos de vida. Ela apanhava do pai e também apanhou de alguns de seus sete maridos. Vida pessoal todo mundo tem e quem sou eu para emitir opinião sobre um assunto tão polêmico?
Prefiro lembrar das músicas que ela gravou e, por falar nisso, Vanusa gravou mais de 20 LPs e vendeu mais de 3 milhões de discos. Uma boa marca para uma cantora que, de fato, era mesmo o que se pode chamar de artista, como bem disse o Paulo Coelho.

DROPS

A América do Sul está sendo pintada novamente de vermelho. Ué, vai ver é uma homenagem às listras vermelhas da bandeira dos EUA.

Filme da Semana nos EUA: "O Mau Perdedor", estrelando Pinóquio Trump e grande elenco.

Por falar nisso, Pinóquio Trump é o Aécio americano?

Estamos à beira do abismo ou ainda faltam alguns quilômetros?    

Veja também