Virada Cultural lança site com programação completa do evento

VARIEDADES - DA REDAÇÃO

Data 04/05/2016
Horário 10:39
Está no ar o site oficial da Virada Cultural Paulista 2016 – www.viradaculturalpaulista.sp.gov.br. Nele, o público poderá conferir a programação dos 23 municípios participantes, os perfis dos artistas e os endereços dos palcos, bem como os horários e resumo das atrações. O evento, correalizado pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo e pelas prefeituras das cidades participantes, com parceria do Sesc-SP, ocorrerá em três finais de semana de maio – 14 e 15, 21 e 22, 28 e 29 -, com apresentações de shows e espetáculos em diversas linguagens artísticas, em palcos externos, teatros municipais, praças públicas e unidades do Sesc. Em Presidente Prudente será nos dias 21 e 22 de maio e o link oficial para mais informações é o www.viradaculturalpaulista.sp.gov.br/cidades/presidente-prudente.

Jornal O Imparcial Maria Gadú fecha a programação do Palco Externo no domingo

Nos dias 14 e 15 de maio, a virada passa por Araraquara, Botucatu, Registro, Santa Bárbara d’Oeste, São João da Boa Vista, Sorocaba e Taubaté, que participa pela primeira vez. Nos dias 21 e 22, é a vez de Araçatuba, Ilha Solteira, Limeira, Marília, Piracicaba, Presidente Prudente e Votuporanga. Para fechar, nos dias 28 e 29 é a vez de Assis, Bauru, Campinas, Caraguatatuba, Franca, Indaiatuba, Mogi das Cruzes, Ribeirão Preto e Santos receberem os shows da virada.

O formato inédito, com a distribuição da Virada Cultural Paulista em três finais de semana, possibilita que o público de cada região do Estado tenha acesso a ainda mais atrações, podendo participar do evento em cidades diferentes a cada fim de semana, com pouco deslocamento.

 

Atrações


Apresentam-se pela primeira vez na Virada Cultural Paulista Os Mutantes, banda que vem influenciando gerações de músicos desde 1966 e que apresenta vários de seus clássicos em nova roupagem, além de músicas mais recentes; Alceu Valença, com show repleto de cultura nordestina em um caldeirão musical sofisticado e contemporâneo; o incansável Erasmo Carlos, com 50 sólidos anos de estrada e ainda em plena atividade; e a banda NX Zero, que apresenta músicas de seu álbum "Norte", lançado no ano passado, bem como grandes sucessos de toda sua carreira.

Pensando na variedade de estilos, público e gerações, estão escalados para a edição deste ano artistas dos mais diversos: Almir Sater, Marcelo D2, Tiê, Emicida, Arnaldo Antunes, Trio Virgulino, Wanderléa, Silva, Marcelo Jeneci e Tulipa Ruiz, Zeca Baleiro, Velha Guarda da Mangueira, Tribo de Jah, Mart’nália e Karina Buhr, entre vários outros.

A Virada Cultural Paulista 2016 conta ainda com apoio do MIS – Museu da Imagem e do Som de São Paulo, Pensarte, Museu do Café e Cavalera.

Em Prudente, no dia 21, no palco interno, terá Tango e Paixão (dança) e Varneci Nascimento (stand up comedy). No dia seguinte, Projeto Guri (música), "Reprise" – LaMínima Circo e Teatro (circo). Já no palco externo, no sábado terá A Banda Mais Bonita da Cidade; Nasty; Banda Glória e Gabriel, o Pensador. No domingo, Karburalcool, Maglore e Maria Gadú. No Palco Sesc, no primeiro dia tem Tiago Iorc e no segundo, "Humanus Comicus", com o artista argentino Niño Costrini (circo).

 

Histórico


Criada em 2007 pelo Governo do Estado de São Paulo, a Virada Cultural Paulista tornou-se o mais relevante evento cultural do interior e litoral paulistas, com a proposta de promover um grande festival gratuito e simultâneo em cidades de médio e grande porte. Desde o princípio, a virada tem buscado proporcionar ao público o acesso às melhores produções artísticas do país, nas mais variadas linguagens: música, dança, circo, artes cênicas, arte para crianças, dentre outras.

O programa ocorre em parceria com as prefeituras: enquanto o Estado se encarrega da programação artística principal, os municípios ficam responsáveis por toda a infraestrutura do evento, como montagem de palcos externos e disponibilização de teatros municipais. As cidades também contribuem com programação local, dando espaço a artistas das próprias regiões. No ano passado, realizada em 24 cidades, a Virada teve público de 1,1 milhão de pessoas.

Veja também