Arquivo: Em PP, das 67.269 pessoas que integram algum grupo prioritário, 29,05% foram vacinadas

Foto: Arquivo: Em PP, das 67.269 pessoas que integram algum grupo prioritário, 29,05% foram vacinadas

IMUNIZAÇÃO

“Dia D” de vacinação ocorre hoje em todo o país

Vigilância Epidemiológica Municipal de PP diz que das 67.269 pessoas que integram algum grupo prioritário, 19.545 foram vacinadas, o que representa 29,05% do total

  • 04/05/2019 05:30
  • GABRIEL BUOSI - Da Redação

Ocorre hoje, em todo o país, o “Dia D” da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Em Presidente Prudente, 28 salas de vacinação estarão disponíveis para o atendimento ao público, das 8h às 17h, locais que serão distribuídos entre UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e ESFs (Estratégias de Saúde da Família). Conforme a VEM (Vigilância Epidemiológica Municipal), das 67.269 pessoas que integram algum grupo prioritário, 19.545 foram vacinadas, levantamento divulgado ontem, o que representa 29,05% do total. “Enxergo estes números com certa preocupação, pois não é barato você manter equipes em 28 salas e ver que não há adesão. No entanto, esperamos que a campanha amanhã [hoje] seja um sucesso”, explica a diretora da VEM, Elaine Bertacco.

De acordo com a Prefeitura de Presidente Prudente, assim como durante toda campanha, as doses para hoje estarão disponíveis aos grupos prioritários definidos pela OMS (Organização Mundial de Saúde). São eles: crianças de seis meses a menores de seis anos; gestantes; puérperas - mulheres que tiveram bebês até 45 dias; pessoas com mais de 60 anos; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional; e povos indígenas.

“Além dos citados, podem garantir a dose também pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras em condições clínicas especiais, que devem apresentar a prescrição médica; bem como os profissionais das áreas de saúde e educação, sendo necessário apresentar um holerite comprovando a profissão em exercício”.

Vacinação em números

Conforme os dados de ontem da Vigilância Epidemiológica Municipal, das 19.545 doses aplicadas, o grupo de puérperas foi o que apresentou maior taxa de vacinação. Das 354 existentes no município, 198 já garantiram a imunização contra a gripe, o que totaliza 55,93%. “Nos demais grupos, a porcentagem é semelhante. No de gestantes, foram vacinadas 953 das 2.156, o que representa 44,20%”. No grupo de idosos, foram vacinados 11.217 dos 29.570 (39,36%), já no de trabalhadores de saúde são 3.250 dos 8.941 (36,35%) e no de crianças, foram 4.412 doses entre as 14.292 que integram a faixa etária, o que totaliza 30,87%.

“Nossa cidade está preparada para atender ao público esperado, mas para que isso ocorra precisamos da ajuda de toda essa população, que apenas tem o papel de pegar a sua carteirinha e ir a uma das 28 salas. É por essa falta de preocupação que muitas doenças estão voltando a aparecer, precisamos agir”, informa Elaine. Por isso, ela informa que aguarda um dia produtivo, já que, diferente de anos anteriores, a ação não casou com o feriado do Dia das Mães, o que prejudicava de certa forma.

Imunização

Conforme dados do Ministério da Saúde, a vacina contra influenza oferecida neste ano protege contra três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, seguindo a determinação da OMS. “O Ministério da Saúde investiu neste ano R$ 968,9 milhões na aquisição de 64 milhões de doses, que já estão sendo entregues para todos os estados do país. Em todo o país, são 41,8 mil postos de vacinação, com envolvimento de 196,5 mil pessoas e a utilização de 21,5 mil veículos terrestres, marítimos e fluviais”.