Abaixo-assinado propõe redução da tarifa de ônibus

Em ofício, UEPP (União das Entidades de Presidente Prudente e Região) destaca que se aumentar o valor da passagem, Prudente terá uma das tarifas mais caras do país

PRUDENTE - WEVERSON NASCIMENTO

Data 17/12/2019
Horário 06:28
 Francinara Nepomuceno/AI da UEPP - UEPP entregou à Semob ofício e abaixo-assinado com 1,1 mil assinaturas Foto: Francinara Nepomuceno/AI da UEPP - UEPP entregou à Semob ofício e abaixo-assinado com 1,1 mil assinaturas

Ontem, a UEPP (União das Entidades de Presidente Prudente e Região) entregou ao titular da Semob (Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública), Adauto Lucio Cardoso, um ofício e abaixo-assinado com 1,1 mil assinaturas propondo a redução da atual tarifa de ônibus em Presidente Prudente. A medida, conforme anunciou este diário recentemente, foi após a Prudente Urbano, empresa responsável pelo transporte público prudentino, apresentar à Semob o relatório de custos operacionais e a proposta de reajuste da tarifa para R$ 4,70. Atualmente, o valor pago pelos usuários é R$ 4,10, portanto, um aumento de 14,63%.

Conforme o presidente da UEPP, Marcos Antonio de Carvalho Lucas, a entidade vem recebendo diversas demandas populares que apresentaram, inicialmente, problemas relacionados ao terminal urbano, como o abandono, sujeira, problemas elétricos e a falta de sinalização. Mas, após o anúncio de reajuste no valor da tarifa do transporte, a unidade foi procurada por líderes de bairro que se dispuseram a levar estes documentos à entidade. “Então, entendemos que, se concedido o aumento para R$ 4,70, nós vamos ficar sendo a cidade mais cara do Brasil, junto com Porto Alegre [RS]. Prudente, pelo tamanho que é, poderia ser algo mais próximo, por exemplo, do que outra empresa [que realiza itinerários no município] cobra nas linhas intermunicipais, R$ 3,80”, explica.

Ainda de acordo com o presidente, a UEPP vem tentando dar voz a essas pessoas que não têm uma entidade representada e, que, a UEPP, enquanto sociedade civil, luta pelo desenvolvimento da cidade e da região. No entanto, para melhor acompanhamento, a entidade solicitou, por meio eletrônico, cópia das planilhas Geipot Adaptada Presidente Prudente (Grupo Executivo de Integração da Política de Transportes), dos últimos cinco anos, incluindo 2019, as quais subsidiam os pedidos de aumento do ônibus urbano.  

AUMENTO NA TARIFA

DE TRANSPORTE

Segundo o titular da Semob, Adauto Lucio Cardoso, a tarifa é uma preocupação do poder público, pois deve ser um valor que seja satisfatório para todos, mas que, por outro lado, a pasta analisa os cálculos repassados pela empresa, a fim de que a mesma também tenha “saúde financeira”. “Temos que olhar para isso, uma tarifa muito cara hoje vai refletir em menos passageiros e a própria empresa vai sofrer com isso, pois as pessoas vão partir para outros meios de transporte. Então, cabe ao município rever um valor que caiba no bolso da população e, que a empresa consiga manter os seus ônibus”.

Publicidade
eixosp

Veja também