Aves em cativeiro na mira da polícia

Militares apreenderam 20 pássaros durante operação especial desenvolvida na região

REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI

Data 05/06/2020
Horário 06:28
Polícia Militar Ambiental - Operação Meio Ambiente ocorreu em diversas cidades da região Foto: Polícia Militar Ambiental - Operação Meio Ambiente ocorreu em diversas cidades da região

Endereços alvos de denúncias e flagrantes da Polícia Militar Ambiental estiveram na mira da Operação Meio Ambiente, deflagrada nesta semana em alusão ao Dia Mundial do Meio Ambiente e Ecologia. Entre quarta-feira e ontem, 20 aves da fauna silvestre foram retiradas de cativeiros em diversas cidades, sendo que a maior parte estava em Presidente Prudente. As multas aplicadas aos infratores somaram R$ 6 mil.

Na região, a operação foi comandada pela 3ª Companhia de Policiamento Ambiental. Em Prudente, 12 aves mantidas sem autorização foram recolhidas. Oito delas estavam em um imóvel fiscalizado na manhã de ontem, onde um único criador foi autuado em R$ 4 mil. O flagrante ocorreu durante patrulhamento, quando os policiais visualizaram os pássaros na residência, cada um em uma gaiola.

Na quarta-feira, ainda na maior cidade da região, os policiais apreenderam quatro coleiros-papa-capim, um canário-da-terra-verdadeiro e quatro gaiolas. Na ocasião, foram lavrados três autos de infração ambiental na modalidade advertência. Na mesma data, em Teodoro Sampaio, houve apreensão de um coleiro-papa-capim e uma gaiola, sendo lavrado um auto no valor de R$ 500 ao proprietário.

Já em Sandovalina, a Polícia Militar Ambiental flagrou a criação de dois canários-da-terra-verdadeiros, o que gerou multa de R$ 1 mil. Em Presidente Epitácio, a polícia apreendeu um periquito-rico e uma gaiola, autuação de R$ 500 ao bolso do infrator. Já no município de Rancharia foram apreendidos um canário-da-terra-verdadeiro e duas maritacas, sendo elaboradas duas advertências.

Com exceção do periquito-rico, que foi libertado na quarta-feira, a previsão é de que as outras aves sejam libertadas hoje, no Quartel da 3ª Companhia de Policiamento Ambiental, em Presidente Prudente. No Dia Mundial do Meio Ambiente e da Ecologia, também haverá destruição de gaiolas e armadilhas.

SAIBA MAIS

O artigo 25 da Resolução SMA 48/2014 traz penalidades para quem matar, perseguir, caçar, apanhar, coletar ou utilizar espécimes da fauna silvestre, sejam nativas ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida. As multas podem ser de R$ 500 (se a espécie não estiver em risco ou ameaça de extinção, conforme listas oficiais); ou R$ 5 mil (se estiver na lista de extinção, inclusive, da Cites [Convenção de Comércio Estadual das Espécies da Flora e Fauna Selvagens em Perigo de Extinção]).

SAIBA MAIS

Polícia Ambiental apreende aves que estavam em cativeiro

Aves em cativeiro resultam em autos de infração, em Rancharia

Polícia Ambiental liberta 13 aves silvestres que estavam em cativeiro

Prudentino é multado em R$ 3 mil por manter aves em cativeiro

Publicidade
eixosp

Veja também