Polícia Ambiental apreende aves que estavam em cativeiro

Operação Meio Ambiente ocorreu em diversas cidades da região, e gerou multas que chegam a R$ 1 mil

REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI

Data 04/06/2020
Horário 10:21
Polícia Militar Ambiental - Periquito foi libertado ontem pela polícia Foto: Polícia Militar Ambiental - Periquito foi libertado ontem pela polícia

A Polícia Militar Ambiental recolheu ontem diversas aves da fauna silvestre que eram mantidas irregularmente em cativeiro. As 12 apreensões ocorreram durante a Operação Meio Ambiente, deflagrada em cidades da região.

Em Presidente Prudente, os policiais localizaram quatro coleiros-papa-capim, um canário-da-terra-verdadeiro e quatro gaiolas. Na ocasião, foram lavrados três autos de infração ambiental na modalidade advertência.

Já em Teodoro Sampaio, houve apreensão de um coleiro-papa-capim e uma gaiola, sendo lavrado um auto no valor de R$ 500 ao proprietário. Na cidade de Sandovalina, havia dois canários-da-terra-verdadeiros e duas gaiolas, que resultaram em multa de R$ 1 mil.

Em Presidente Epitácio, a polícia apreendeu um periquito-rico e uma gaiola, o que custou R$ 500 ao bolso do infrator. Já no município de Rancharia foram apreendidos um canário-da-terra-verdadeiro e duas maritacas, sendo elaboradas duas advertências.

Todos os autos de infração ambiental foram lavrados por ter em cativeiro ave da fauna silvestre sem autorização do órgão competente.

Com exceção do periquito-rico, que foi libertado ontem, as outras aves serão libertadas em seu habitat natural amanhã – Dia Mundial do Meio Ambiente.

As gaiolas serão destruídas.

SAIBA MAIS:

Veja também