Manguito relembra bons momentos vividos no esporte prudentino

Funcionário de carreira da Semepp foi um dos principais nomes do atletismo da região; história iniciou em 1975

- DA REDAÇÃO

Data 17/04/2020
Horário 05:28
Marcos Chicalé - Aos 56 anos, Manguito hoje é motorista na Secretaria de Esportes Foto: Marcos Chicalé - Aos 56 anos, Manguito hoje é motorista na Secretaria de Esportes

O funcionário de carreira da Semepp (Secretaria Municipal de Esportes) de Presidente Prudente, Josué Ferreira do Carmo, 56 anos,  o Manguito, como é conhecido carinhosamente por todos, já foi um dos principais nomes do atletismo da região. Natural de Presidente Prudente, ele iniciou sua carreira no esporte em 1975 em  Panorama, com o professor Francisco de Assis Ricco, depois se mudando para a capital da Alta Sorocabana em 1980, onde deu início aos treinamentos com o técnico, professor José Antonio Gazbin dos Santos.

Manguito era especialista nas provas de salto em distância, mas como faltavam atletas, teve que começar a correr os 800 m (metros), os 400 m rasos  e os 400 m com barreiras. “Quando cheguei em Prudente, eu esperava ficar apenas nas provas de salto, mas com a falta de atletas nas provas de pista, o Gazabin me colocou nestas, quais tive bons resultados. Cheguei até a fazer o decathlon, nos Jogos Regionais de 1984 em Presidente Venceslau, ficando em terceiro lugar no geral”, conta Josué.

“GOSTO MUITO DE ESPORTE, DE JOGAR MEU FUTEBOL NO FINAL DE SEMANA. TUDO O QUE FAZ O SER HUMANO SE SENTIR BEM É SAUDÁVEL”

Josué Ferreira do Carmo, Manguito

Uma de suas façanhas do atletismo foi competir no Troféu Bandeirantes em São Paulo. A prova dos 800 m rasos nesta competição era muito difícil, e nesta mesma série, estava o atleta olímpico Zequinha Barbosa. “Quando vi o Zequinha, eu disse: ‘Misericórdia Senhor’. Quando o árbitro deu o tiro de saída, ele já estava a 100 m à frente, aí eu pensei:‘ só Deus na causa’”, lembra Manguito.

DEDICAÇÃO E

FORMAÇÃO POR AMOR

No ano de 1985, já encerrando sua carreira por problemas no joelho, Manguito foi competir pela cidade de Presidente Venceslau. Em 1986, já fora das pistas, ele começou a trabalhar com escolinhas de  futebol, vindo a se tornar técnico das equipes de alto rendimento (times de competição). “Quando parei de correr, pensei comigo: ‘Tenho que continuar me dedicando ao esporte’. E sendo amante do futebol, dei início ao trabalho com times de Prudente. Me dediquei e me formei pelaUnesp [Universidade Estadual São Paulo]

em Educação Física”, ressalta o professor, enfatizando que  o esporte  lhe proporcionou grandes amizades  e interação.

Para ele, o esporte é o único meio de sociabilização. “Gosto muito de esporte, de jogar meu futebol no final de semana. Tudo o que faz o ser humano se sentir bem é saudável. Infelizmente, estamos passando por essa pandemia que acaba nos deixando mais no isolamento, mas mesmo assim, faço minhas atividades no Parque do Povo com muito cuidado, seguindo as orientações. É importante fazer qualquer atividade, desde uma caminhada, uma corrida, e se possível acompanhado de um profissional da área para melhor orientação”, acentua Manguito.  

Vale ressaltar que por orientação da OMS (Organização Mundial de Saúde) e o decreto municipal, todas as atividades da Semepp estão  paralisadas. (Colaboração Marcos Chicalé)

Foto: Reprodução/Marcos Chicalé

Em uma de suas recordações, com o técnico Felipão, no Prudentão

Veja também