Prefeitura de Indiana revoga flexibilização do comércio

Prefeita afirmou que aumento de 7 casos da Covid-19 em 4 dias motivou a preocupação e revisão das decisões que permitiram a retomada nesta semana

REGIÃO - GABRIEL BUOSI

Data 05/06/2020
Horário 05:55
Prefeitura - Aumento no número de casos em quatro dias fez com que a revisão fosse feita antes do esperado Foto: Prefeitura - Aumento no número de casos em quatro dias fez com que a revisão fosse feita antes do esperado

A Prefeitura de Indiana voltou atrás em relação à flexibilização das atividades comerciais no município, depois de possibilitar a reabertura de alguns setores da economia na segunda-feira. A prefeita Celeide Aparecida Floriano (PSD) afirmou que em apenas quatro dias o município – considerado pequeno, frente aos 4,8 mil habitantes – teve um aumento de sete novos casos da Covid-19, passando de 10 para 17, o que motivou a decisão. “O momento agora é de prevenção, e não podemos arriscar”. Um decreto estava previsto para ser publicado hoje com a revogação do documento anterior e que permitia a flexibilização.

Para a reabertura do comércio, a Prefeitura havia publicado um decreto e que prorrogava a quarentena em Indiana até o dia 15 de junho, porém de forma flexibilizada, possibilitando a abertura de alguns setores da economia, desde que cumprissem com critérios de atendimento e higiene. O documento afirmava que as decisões poderiam ser revistas a cada 15 dias, mas o aumento no número de casos em quatro dias fez com que a revisão fosse feita antes do esperado. No fim da tarde de ontem, quando esta reportagem foi escrita, o decreto ainda não havia ficado pronto, mas a decisão de voltar ao estágio anterior já tinha sido confirmada pela prefeita.

SAIBA MAIS

Região de Prudente está na fase 3 da flexibilização

Publicidade
eixosp

Veja também