20ª Festa das Nações encerra hoje com almoço

PRUDENTE - Oslaine Silva

Data 10/07/2016
Horário 09:46
 

De acordo com a organização da 20ª Festa das Nações, a expectativa de público foi superada já nos dois primeiros dias, podendo ultrapassar a previsão de 30 mil visitantes, nos três dias. Realizada no Centro de Eventos IBC, em Presidente Prudente, quem ainda não foi conferir, pode aproveitar o último dia, neste domingo, com o almoço servido a partir das 11h.

"Está sendo maravilhoso! Não apenas pelo aumento do número de pessoas, mas pelo entrosamento das equipes voluntárias, pela alegria de todos que estão passando por aqui. Como eu disse anteriormente: ‘As nações vão se levantar e louvar ao Senhor’ em um dos eventos gastronômicos de maior prestígio da cidade e região!", exclama satisfeito Celso Marques Caldeira, um dos integrantes da comissão organizadora.

Jornal O Imparcial Yakissoba: carro-chefe da barraca japonesa, a mais requisitada da Festa da Nações

No local, o público tem várias opções típicas da gastronomia brasileira, portuguesa, espanhola, italiana, americana, havaiana, inglesa, árabe, japonesa, grega, alemã, além de doces, pão caseiro, bebidas diversas, e para as crianças se divertirem, um cantinho com brinquedos infláveis.

A atriz Tatiana Ottoboni, 35 anos, que foi almoçar com a filha, diz que todos os anos a festa está em seu cronograma. "Minha família está trabalhando na barraca árabe, inclusive, a minha preferida . Essa é uma festa muito boa, porque influencia na economia, difunde a culinária de outros países e permite a confraternização de todos", destaca Tatiana.

Há 10 anos sem vir à cidade, padre Cristiano Parpinelli, de Cascavel (PR), aproveitou o sábado em companhia do também sacerdote, Everton Aparecido da Silva, para almoçar no IBC. Padre Rodrigo Gomes Moreno, responsável pela Paróquia Nossa Senhora do Carmo, idealizadora da festa, agradece pelo momento de congratulação da comunidade no evento.

 

Diversidade culinária

A barraca mais requisitada, em que os voluntários que nela trabalham não param um segundo, é a que representa a nação japonesa. Segundo o coordenador da mesma, Ayrton Carlos Dias, um dos fundadores da Festa das Nações, o carro-chefe é o yakissoba, mas tem ainda sashimi, sushi e, neste ano, a novidade é o sunomono (pepino agridoce). "O sucesso da festa é a qualidade da comida, preços acessíveis e a disposição e doação dos voluntários. As pessoas acabam percebendo isso", salienta Ayrton.

Também sempre cheia é a barraca alemãm com seu tradicional joelho de porco e chopps branco, preto e de vinho. "A demanda é sempre grande. Há 17 anos servindo para esta ação com tantos amigos, ficamos muito felizes em testemunhar o sucesso cada vez mais crescente do evento", pontua o coordenador da barraca, José Américo Ferreira Penço, 53 anos.

 

SERVIÇO


AOS INTERESSADOS


Quem quiser almoçar no último dia da Festa das Nações, no Centro de Eventos IBC, o endereço é Rua Hugo Lacorte Vitale, 46, na Vila Furquim, em Prudente. Estão todos convidados!

 

Veja também