Ação da PM encerra festa clandestina com menores, drogas e bebidas

Flagrante ocorreu na madrugada de hoje em uma chácara; no local havia aproximadamente 100 pessoas, algumas sem máscara facial

REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI

Data 22/09/2020
Horário 12:16
Polícia Militar - Flagrante ocorreu após denúncia durante a madrugada Polícia Militar - Flagrante ocorreu após denúncia durante a madrugada Imagem: Polícia Militar - Flagrante ocorreu após denúncia durante a madrugada

Na madrugada de hoje, a Polícia Militar colocou fim em uma festa clandestina que ocorria em uma chácara na zona rural de Osvaldo Cruz. No local havia aproximadamente 100 pessoas, inclusive menores de idade que estavam sob efeito de bebida. O organizador do evento foi preso por desacato, desobediência, resistência, infração de medida sanitária e por fornecer, servir e entregar bebida alcoólica a adolescentes. 

O flagrante ocorreu após denúncia de que havia uma festa clandestina no estabelecimento. Diante das informações, os policiais foram ao local que é conhecido por promover festas de baile funk, com distribuição de bebidas alcoólicas, drogas, e que geralmente conta com a presença de adolescentes.

Na chácara, os policiais constataram a presença de cerca de 100 pessoas, muitas sem máscaras de proteção facial.

Devido ao flagrante, todos os presentes foram submetidos ao procedimento de busca pessoal, porém, nada de ilícito foi localizado.

No entanto, durante vistorias na área, os policiais encontraram quatro cigarros artesanais de maconha; quatro invólucros de cocaína, sendo três deles abertos; três invólucros de crack; um pedaço de maconha prensado, bem como várias garrafas de bebidas alcoólicas. 

Devido à presença de menores de idade, e que foram surpreendidos consumindo bebidas alcoólicas – muitos deles com sinais visíveis de embriaguez, foi acionado o Conselho Tutelar para as devidas qualificações.

A Polícia Militar salienta que nenhum deles portava documentação. 

No decorrer da ocorrência, o responsável pela festa se alterou e começou a xingar os policiais militares. Ao ser informado de que seria conduzido à delegacia por desacato, ofereceu resistência, porém, foi detido, algemado e preso.

Ainda durante o tumulto, um adolescente também passou a ofender os militares, o que resultou na apreensão. Ele informou aos policiais que foi levado ao local pelo organizador, que já estava detido.

O organizador da festa e o adolescente foram conduzidos à Polícia Civil, onde apenas o maior de idade permaneceu preso. 

SAIBA MAIS

Após denúncia, PM acaba com aglomeração em posto de combustíveis

Veja também