Ar-condicionado deve ser usado com moderação

Sugestão de especialista para quem dorme com o aparelho ligado é substituir o uso em excesso por umidificadores ou vasilhas com água

PRUDENTE - PÂMELA BUGATTI

Data 05/01/2019
Horário 05:59
Arquivo - Ar-condicionado deve ser utilizado de forma moderada, alerta Mazaro
Arquivo - Ar-condicionado deve ser utilizado de forma moderada, alerta Mazaro

Com as altas temperaturas na região, o uso do ar-condicionado se torna praticamente uma necessidade no dia a dia. No entanto - apesar de muitos não saberem - existem riscos diante do uso excessivo do aparelho, sem a devida manutenção e higienização, tanto que uma pesquisa realizada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) revela que as pessoas que trabalham em ambientes fechados com o uso do equipamento estão sujeitas a ter exacerbações em relação à irritação da mucosa nasal, oral e ocular, além de apresentar pela seca, dor de cabeça, sensação de aperto no peito e letargia. Outro problema que o utilitário pode acarretar é a disseminação de doenças como: rinite, infecções respiratórias, asma, pneumonia, dermatite e processos alérgicos.

Segundo o pneumologista Paulo Roberto Mazaro, o ar-condicionado é um dos maiores causadores de doenças respiratórias. “A umidade do ar fica muito baixa quando ele está ligado e com isso resseca a mucosa do aparelho respiratório, dificultando a mobilidade de impurezas que respiramos no dia a dia, fazendo com que o muco fique muito espesso e a flexibilidade prejudicada”, explica.

Outro problema proporcionado pelo aparelho é o choque de temperaturas. “Ficar no espaço com o ar gelado e sair para o ambiente natural pode ocasionar gripes, resfriados e infecções”, alerta o especialista. Além disso, segundo Mazaro, as pessoas que sofrem de doenças patológicas como bronquite, sinusite e pneumonia têm mais chances de agravamentos.

Troca de filtro e limpeza

O médico esclarece que a manutenção do ar é imprescindível na vida das pessoas. As impurezas atmosféricas são captadas pelo filtro, fazendo com que a proliferação de fungos e até bactérias circulem no ambiente. “Quando a manutenção não é realizada de forma adequada, existe a probabilidade de aumentar a fonte de agentes patológicos para o aparelho respiratório”.

De acordo com o especialista, a melhor forma de manter uma boa respiração e evitar exacerbações é utilizar o umidificador, que serve para amenizar o desconforto do ar seco. Outra sugestão do médico é manter-se totalmente hidratado com bastante líquido.

A estudante Isadora Novais, 18 anos, teve sinusite aguda durante oito anos. Sempre que mudava o clima, calor, frio ou chuva, o nariz dela “trancava” e a cabeça doía. Ela passou por muitos médicos até encontrar o tratamento adequado. “O ar-condicionado em ambientes climatizados traz um desconforto muito grande, incluindo dores na cabeça”.

O pneumologista lembra que o eletrodoméstico não é um vilão para a sociedade, ele apenas vem para trazer conforto. Entretanto é uma questão de saber usar com moderação. “As pessoas não devem manter o ambiente extremamente gelado, o ideal é manter a temperatura entre os 24°C e 25°C, prevenindo prejuízos para a saúde”, orienta.

Veja também