Bandidos tentam furtar cabos e equipamentos de energia, mas são impedidos por sistema de alarme

Caso ocorreu na madrugada de sexta na subestação do Jardim Eldorado, em Prudente; Energisa alerta sobre perigos e prejuízos da ação criminosa

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 03/07/2021
Horário 09:45
Foto: Energisa
Sistema de alarme da subestação disparou e polícia foi acionada, evitando ação dos bandidos
Sistema de alarme da subestação disparou e polícia foi acionada, evitando ação dos bandidos

O sistema de alarme e a atuação rápida da Polícia Militar evitaram um furto de cabos e equipamentos em uma subestação de energia, na madrugada de sexta-feira, em Presidente Prudente. A tentativa frustrada aconteceu na subestação P3, localizada na Avenida Salim Farah Maluf, no Jardim Eldorado. Conforme a Energisa Sul-Sudeste, com a presença dos criminosos, o sistema de alarme de segurança disparou e a polícia foi acionada, impedindo a ação.

A empresa afirma que as ocorrências de furtos de cabos e equipamentos da rede elétrica têm sido motivo de preocupação na região de Prudente. Além de crime passível de prisão, a ação consiste em um sério risco para a segurança dos infratores e da população e ainda pode causar a interrupção no fornecimento de energia para residências, unidades de saúde e demais serviços essenciais.

Nos últimos dois anos, a Energisa Sul-Sudeste registrou 16 ocorrências de tentativas ou furtos consumados de cabos e outros componentes da rede de energia elétrica na área de sua concessão, que inclui 82 municípios no interior de São Paulo, sul de Minas Gerais e Guarapuava (PR). Somando as ocorrências em que houve interferências no fornecimento de energia, mais de 82,6 mil clientes foram prejudicados.

“Infelizmente, pessoas arriscam a própria vida ao manusear e cortar fios e cabos da rede elétrica energizada, de internet ou telefonia, na tentativa de lucrar ilegalmente com a venda desses materiais. O risco de um choque elétrico fatal é altíssimo e os prejuízos para a comunidade também, já que pode afetar o fornecimento de energia e outros serviços”, enfatiza o gerente do Departamento de Operação da Energisa Sul-Sudeste, Tiago Luis Diório Sanches.

Por esses motivos, o gerente da companhia reforça a importância da população em denunciar esse tipo de prática ao perceber pessoas suspeitas e sem identificação entrando em subestações ou fazendo a intervenção em postes ou cabeamento na rede. “É importante ressaltar que os colaboradores da Energisa e seus prestadores de serviço estão sempre identificados e uniformizados. Caso a população observe qualquer atitude suspeita, pode fazer a denúncia pelo número 0800 70 10 326 [ligação gratuita]. A identidade de quem denuncia é mantida em total anonimato”, garante Tiago.   

A Energisa Sul-Sudeste também conta com o apoio da Polícia Civil, que tem trabalhado na investigação e consequente identificação dos infratores e receptores dos cabos furtados.   

Veja também