Bispo emérito José Maria Libório: “compromisso do evangelho para com os pobres”

Religioso, que desenvolveu forte trabalho junto aos assentados, faleceu nesta segunda-feira, aos 89 anos; ele havia sido internado para realização de uma cirurgia na vesícula

PRUDENTE - WEVERSON NASCIMENTO

Data 30/08/2021
Horário 18:14
Foto: Diocese de Presidente Prudente 
Dom José Maria Libório faleceu aos 89 anos
Dom José Maria Libório faleceu aos 89 anos

Faleceu nesta segunda-feira, aos 89 anos, o bispo emérito de Presidente Prudente, Dom José Maria Libório Camino Saracho. Conforme informações da Diocese de São Miguel Paulista, ele havia sido internado no Hospital Sancta Maggiore para realizar uma cirurgia na vesícula e ficou dias internado. 

Em relato oficial veiculado pela Diocese de Presidente Prudente, o bispo Dom Benedito Gonçalves dos Santos detalhou que Dom José fez "um belo trabalho", principalmente na área social nestes 16 anos em que esteve à frente da Diocese. “Muito empenhado com os pobres, com os assentados, uma pessoa de grande senso social. Muito meu amigo, me acolheu muito bem”, afirmou. “Quero comunicar a todos os fiéis para que possamos nos colocar em oração para que Deus o conceda o repouso eterno por todo carinho e zelo que teve por nossa Diocese”, enfatiza o bispo diocesano.

De acordo com o monsenhor José Antônio de Lima, Dom José Maria Libório foi nomeado bispo de Presidente Prudente para suceder dom Antônio Agostinho Marochi. “Dom José Maria desenvolveu um trabalho social muito grande na nossa Diocese. Seu destaque maior foi o apoio ao MST [Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra] e às questões sociais. Ele sempre levou em consideração a importância do compromisso do evangelho para com os pobres e, desta forma, marcou presença em toda a nossa Diocese”, enfatiza. 

Ele também acrescenta que, enquanto bispo, Dom José Maria Libório sempre procurou empreender obras, tais como a conclusão da reforma e pintura da Catedral São Sebastião, a construção da Cúria Diocesana e a Casa Recreio, em Martinópolis

Depois que se tornou bispo emérito, Dom José Maria permaneceu na Diocese de Presidente Prudente, inclusive assumindo atividades paroquiais. Na capital do oeste paulista, ele esteve à frente da capela São Miguel, no conjunto de empreendimentos Damha, onde concluiu a obra da igreja com apoio da comunidade local. “Percebendo o seu cansaço, ele voltou a residir na Diocese de São Miguel Paulista, permanecendo lá até o dia do seu falecimento”, conta o monsenhor José Antônio de Lima. 

O velório de Dom José Maria Libório Camino Saracho acontece na Catedral de São Miguel Paulista (SP) e seu sepultamento está marcado para esta terça, às 14h.  A despedida contará com a presença do atual bispo de Presidente Prudente, Dom Benedito Gonçalves dos Santos. 

Vida religiosa

Conforme informações do livro Polianteia Diocesana, Dom José nasceu no dia 13 de novembro de 1931, em Santurce, na província da Biscaia, na Espanha, e era filho de Victor Camino Chavarri e de Maria Saracho.

Ele cursou Filosofia e parte de Teologia no Seminário de Vitória, completando os estudos de Teologia no Seminário de Dério, na Espanha. Em seguida, foi para o Seminário da Nova Diocese de Bilbao, também na Espanha. Além disso, possuía títulos universitários em Filosofia, Teologia, Ciências Sociais e Direção Empresarial. 

Dom José Maria foi ordenado presbítero em 6 de julho de 1958. No mesmo ano, foi prefeito de disciplina e professor no Seminário de Derio, na Espanha, onde ficou até 1967. 

Em 1967, ele veio como missionário Fidei Donum para o Brasil. Após três anos como bispo auxiliar de São Miguel Paulista, foi nomeado pelo papa João Paulo II como bispo diocesano de Presidente Prudente no dia 20 de fevereiro de 2002. Ele tomou posse na Catedral São Sebastião em 7 de abril de 2002, se tornando o quarto bispo da diocese. Seu mandato foi até o ano de 2008.

Saudades de Prudente

Em setembro do ano passado, Dom José Maria Libório enviou uma mensagem para Diocese de Presidente Prudente relatando estar com saudades da capital do oeste paulista, além de destacar suas dificuldades por conta da idade. “Quando falam de Prudente, eu fico um pouco sem jeito, porque tenho saudade e gostaria de estar lá”, pontuou o bispo emérito. “Mas não é possível! Desde que saí de Prudente e fiquei o primeiro ano em São Paulo, senti que minha capacidade de caminhar decresceu e agora continua muito pior”, acrescentou. 

Na sequência, o religioso destacou que, aos domingos, celebrava a liturgia eucarística na Comunidade de São José Operário, no setor Cidade Líder, em São Paulo, mas que continuava se lembrando da comunidade prudentina. A última vez que ele esteve na Diocese de Presidente Prudente foi em setembro de 2019, onde concelebrou a santa missa de criação da Paróquia São Miguel Arcanjo, no bairro Parque Residencial Damha, igreja à qual se empenhou em construir. 

Nas redes sociais, o padre Fernando Henrique Guirado detalhou que o bispo o ordenou padre, em 2007. “Gratidão eterna. Deus o tenha Dom José, meu bom pastor! Nossa Diocese em luto”.

Principais obras de Dom José Maria Libório na Diocese de Prudente

– Construiu a nova Cúria Diocesana com a finalidade de centralizar num só espaço a administração diocesana;
– Criou a 4ª Região Pastoral, totalmente desmembrada da 3ª Região Pastoral;
– Implantou o Projeto Missionário Diocesano, com o objetivo de fortalecer a vida e a fé das comunidades de assentados, por meio da evangelização e catequese;
– Realizou campanha para a aquisição de um caminhão para a cooperativa dos trabalhadores de produtos recicláveis de Presidente Prudente;
– Transferiu de Santo Anastácio para Presidente Prudente e ampliou a Rádio da Diocese, que passou a chamar-se “Rádio Onda Viva”;
– Formou a EDC (Equipe Diocesana de Comunicação) com o objetivo de gerenciar e fomentar os meios de que a Diocese dispõe: Rádio AM 1300; Jornal “Anúncio”; colunas diocesanas nos jornais locais “O Imparcial” e “Oeste Notícias”; informativo “A Diocese”; e o site;
– Reformou totalmente o Seminário Diocesano e a Casa de Encontros, anexa a este e que passou a chamar-se Centro de Formação.
– Dom José também não mediu esforços para ajudar na construção de novas igrejas e espaços de formação nas paróquias da Diocese;
– Ajudou concretamente o início das obras do Santuário de Santo Expedito, Santuário de Santa Teresinha, Paróquia São Lucas, Paróquia Nossa Senhora de Fátima (Prudente), Paróquia São José (Álvares Machado), Paróquia Nossa Senhora de Aparecida (Parque dos Pinheiros), Santa Teresinha (Marabá Paulista), Nossa Senhora de do Carmo (Prudente), Santa Rita (Prudente), Paróquia São José (Euclides da Cunha), e o salão da Catedral de Presidente Prudente;
– Ordenou 16 padres, fruto do trabalho dos seminários menor e maior;
– Oficializou na Diocese a CPT (Comissão Pastoral da Terra) e empenhou-se em colocá-la em prática, principalmente no Pontal do Paranapanema. Por sua luta e engajamento social logo passou a responder pela Comissão Pastoral da Terra do Estado de São Paulo.

Veja também