Caixa habilita Cirsop em 4º lugar para destinação de recursos

Chamamento público propõe auxílio para execução de projetos voltados à preservação do meio ambiente, visando à solução da problemática dos resíduos urbanos

REGIÃO - WEVERSON NASCIMENTO

Data 06/10/2020
Horário 06:12
Reprodução  - Cirsop ficou habilitado em quarto lugar no Chamamento Público 001/2020 Reprodução  - Cirsop ficou habilitado em quarto lugar no Chamamento Público 001/2020 Imagem: Reprodução  - Cirsop ficou habilitado em quarto lugar no Chamamento Público 001/2020

A Caixa Econômica Federal, através do FEP (Fundo de Apoio à Estruturação e ao Desenvolvimento de Projetos de Concessões e Parcerias Público-Privadas), comunicou a habilitação do Cisorp (Consórcio Intermunicipal de Resíduos Sólidos do Oeste Paulista) em quarto lugar no Chamamento Público 001/2020 - Saneamento Básico - Modalidade Resíduos Sólidos. O processo visa à destinação de recursos para auxiliar na execução de projetos que auxiliem trabalhos voltados à preservação do meio ambiente, visando, principalmente, a solução da problemática dos resíduos urbanos – serviços divisíveis. 
O edital considera elegíveis propostas que beneficiem consórcios públicos legalmente constituídos, apresentadas por Estados, Distrito Federal ou pelos próprios consórcios públicos, desde que visem soluções regionais para o manejo dos resíduos sólidos urbanos. No entanto, é necessário que atenda de dois a 20 municípios contíguos e beneficiem mais de 300 mil habitantes. 
De acordo com o diretor-executivo do Cirsop, Mateus Martins Godoi, o chamamento atende a necessidade do Conselho Intermunicipal de Resíduos Sólidos do Oeste Paulista e dá uma oportunidade, através da Caixa Econômica Federal, para que se habilite a implantação de ações. No caso do Cirsop, o projeto cadastrado levou em consideração um importante planejamento que vem sendo feito em parceria com a FCT/Unesp (Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista), de Presidente Prudente, a qual norteia a situação dos 10 municípios participantes. Conforme anunciado por este diário, o projeto conta com o desenvolvimento de 78 ações que deverão ser implantadas ao longo dos anos para a solução do problema regional.

Disponibilidade de recursos

O chamamento público descreve que, de acordo com a Resolução 20, de 5 de dezembro de 2019, serão disponibilizados até R$ 65 milhões para a aplicação em propostas selecionadas em chamamentos públicos nos setores de iluminação pública, manejo de resíduos sólidos urbanos, bem como em projetos-pilotos de manejo de águas pluviais e drenagem. A Caixa, na condição de administradora do FEP, informa que a convocação seguirá a ordem de classificação apresentada no resultado final. Após a divulgação do resultado do edital, e, de acordo com a disponibilidade de recurso acima mencionado, o proponente será convocado para formalização do contrato.

SAIBA MAIS 
Consideram-se serviços públicos divisíveis de manejo de resíduos sólidos urbanos as atividades, infraestruturas e instalações operacionais de coleta, transbordo, transporte, triagem para reutilização ou reciclagem, tratamento e disposição final ambiental adequada. 

MAIS INFORMAÇÕES

Cirsop recebe Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos

Orçamento do Cisorp para 2020 é de R$ 1 milhão

Consórcio de Resíduos Sólidos realiza projeto para beneficiar catadores de recicláveis

Veja também