Caminhada em agradecimento a Santo Expedito

Turismo Religioso - JOSÉ COSTA

Data 13/04/2021
Horário 04:26
Foto: Arquivo
Padre Umberto
Padre Umberto

Conforme informações chegadas a esta Coluna, grupos e fiéis da região pretendem fazer, mesmo que simples ou solitária, a sua caminhada a Santo Expedito, para festejar o dia maior desse santo. É um direito de todos e o padre Umberto não vê razões para se proibir essa decisão e demonstração de fé das pessoas.

Quando?

O que se sabe, tomando-se como parâmetro os anos anteriores, pelo fato do dia 19 ser numa segunda-feira, a opção maior desses fiéis será de 16 a 18. Mas o que se espera é que todos tomem todos os cuidados para se evitar a propagação da Covid-19. Mesmo na caminhada, usar máscaras e ter sempre frascos de álcool, no mínimo 70°. Padre Umberto faz uma observação a todos os fiéis e leitores dessa coluna sobre a caminhada.

O dia D

Dezenove de abril é o dia dedicado ao santo das causas justas e urgentes e, durante todo este mês, muitos peregrinos, romeiros e devotos estão fazendo a caminhada da fé e pela fé para Santo Expedito. Esta prática é verificada há décadas, antes de que houvessem maiores atenções e procura pela igreja de Santo Expedito.

Sacrifício

Padre Umberto assegura que muitos deles quando chegam ao Santuário de Santo Expedito estão exauridos, com os pés inchados e feridos. Nas conversas que tem com alguns caminhantes da fé, sempre pergunta: Por que fazem isso? Quase na sua totalidade dizem que caminham para agradecer a Santo Expedito pelas incontáveis graças alcançadas. Fizeram suas promessas e agora cumprem. Todos eles têm a certeza que Jesus vê suas mais sinceras intenções e que Santo Expedito intercedeu junto a Jesus.

Demonstração de fé

É lindo de se ver que os romeiros e devotos de pés inchados, joelhos esfolados, corpo em frangalhos fazem isso por pai, mãe, irmão, filhos e até amigos. É uma unanimidade: “os médicos não acharam a cura, mas através da intercessão de Santo Expedito a Jesus, caminham por horas, dias para agradecer ou pedir”.

Justificativa

Para o padre Umberto, “nós católicos acreditamos e praticamos a prece solidária. Oramos, sacrificamos, caminhamos longas jornadas pelo outro que não pode ir. Isto faz parte da nossa teologia e ascese. Segundo o dicionário, ascese é: no cristianismo e em todas as grandes religiões, conjunto de práticas austeras, comportamentos disciplinados e evitações morais prescritos aos fiéis, tendo em vista a realização de desígnios e leis sagradas”.

Intercessão

A nossa fé nos diz e cremos firmemente que o céu está abarrotado de santos que já se salvaram, então, nada mais justo que peçamos que intercedam junto a Jesus por nós. Jesus leva a gente para o Pai, onde faz trindade com o Espírito Santo. Durante as caminhadas, estes peregrinos fazem a experiência de amar como Jesus amou, levando um pedaço da cruz dos outros, que não puderam levar a sua. Fazem pelo outro como fez Maria, ela estava lá aos pés da Cruz do seu Filho. Como cristãos, não só carregamos a própria cruz, mas também um pedaço da cruz do outro. Na verdade, quem recomendou que carregássemos a cruz do outro foi o próprio Jesus, diz padre Umberto.

Compensador

É tão bonito de se ver romeiros e devotos que saem de casa e caminham longe, mais para agradecer e pedir graças para os outros do que para si mesmos. E Deus na sua infinita e abundante misericórdia vê tudo isso.

Força

Ao final da caminhada, ainda encontram forças para entrar na igreja, passar diante da imagem de Santo Expedito, depois ajoelhar e agradecer. Entre estes peregrinos, devotos de Santo Expedito que incham os pés, e de cajados na mão para apoio na caminhada, há muita gente santa.

Sua posição

Como padre oro por todos eles, porque esta é uma catequese sólida da nossa igreja, Orar uns pelos outros e mais pelos outros do que por si mesmo. A peregrinação sempre termina na Igreja, no Sacrário, porque 99% são corações solidários e generosos.

Folclore

Na cultura popular, vir agradecer a Santo Expedito por uma graça alcançada é considerado um ato de pagar uma promessa. O sacrifício, por exemplo da exaustiva caminhada com sacrifício pessoal, é uma penitência. Padre Umberto não vê razões para se proibir essa demonstração de fé das pessoas.

Agradecimento

Agradeço Santo Expedito
Botando o pé na estrada
Minha fé assim demonstro
Nesta santa caminhada
                (José Costa)

Veja também