Caminhoneiros prestam homenagem a colega morto em acidente

Cortejo com mais de 50 veículos marcou a despedida ao motorista Adelso Arcanjo dos Santos, mais conhecido como "Chapolin"

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 29/11/2021
Horário 12:14
Motorista Adelso Arcanjo dos Santos faleceu em acidente perto de Assis, na sexta-feira
Motorista Adelso Arcanjo dos Santos faleceu em acidente perto de Assis, na sexta-feira

Um cortejo com mais de 50 caminhões e automóveis pelas ruas de Presidente Prudente marcou a despedida ao motorista Adelso Arcanjo dos Santos, conhecido como “Chapolin”, sepultado neste domingo, ao meio-dia, no Cemitério Municipal Campal.

“Eterno Chapolin, vá em paz”, diziam mensagens grafadas nos para-brisas dos caminhões dos colegas de Adelso, que buzinavam durante todo o percurso, despedindo-se do motorista, desde a saída do Velório Athia até o Cemitério Campal.

Foto: Cedida - Caminhões acompanharam o féretro até o Cemitério Municipal Campal

Adelso Arcanjo dos Santos tinha 63 anos e deixou a esposa Dona Cida, contadora de histórias da Prefeitura de Prudente, com quem teve três filhos. “Era um pai, marido, trabalhador e filho exemplar”, disse o pai Manoel, de 92 anos, no sepultamento do filho.

Um amigo lembrou que Adelso era flamenguista e não viu seu time perder a Libertadores. Paulo Cascão, encarregado de manutenção da empresa em que Adelso trabalhava, disse que ele era um funcionário exemplar, com 14 anos de casa, “e era muito querido por todos”.

Ele trabalhava com transporte frigorífico e faleceu em um acidente na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), perto de Assis (SP), quando voltava de São Paulo com o caminhão descarregado. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, o acidente ocorreu na noite de sexta-feira, por volta de 22h40, quando, na altura do quilômetro 437, colidiu com a traseira de outro caminhão que estava na sua frente. 

Com o impacto, o outro caminhão bateu na barreira do canteiro central, atravessou a pista e bateu contra um automóvel que vinha no sentido contrário.

Veja também