Departamento Regional de Saúde tem novo diretor

Chihara comenta que, dando início à sua jornada, conversará com os secretários municipais e também com os prefeitos para ouvir as dificuldades para, assim, batalhar por uma solução, em conjunto com os gestores.

PRUDENTE - Elaine Soares

Data 10/06/2015
Horário 09:05
 

Jorge Yochinobu Chihara já está à frente do DRS-11 (Departamento Regional de Saúde de Presidente Prudente). Ele assumiu a função na segunda-feira no lugar do pneumologista Paulo Roberto Mazaro. Chihara era secretário municipal de Saúde de Adamantina, cadeira que agora é ocupada por Patrícia Queiroz Mochiuti. Além de sua atuação como titular de pastas municipais – ele também respondeu pela Saúde de Junqueirópolis -, Chihara traz consigo o conhecimento adquirido também com a atuação na diretoria do Cosems-SP (Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo). Engajado na área em questão, ele deseja trabalhar no sentindo de atender "da melhor maneira as necessidades da população".

Como prioridades em sua atividade como diretor do departamento que representa a Secretaria de Estado da Saúde na região, ele aponta o fortalecimento da atenção básica e a conclusão de planos de ações regionais de redes temáticas como as voltadas para doenças crônicas, pessoas com deficiências, entre outras. Além disso, o novo dirigente buscará uma "melhor organização da atenção hospitalar na região".

Chihara comenta que, dando início à sua jornada, conversará com os secretários municipais e também com os prefeitos para ouvir as dificuldades para, assim, batalhar por uma solução, em conjunto com os gestores. "É importante também unir forças para impulsionar o avanço do SUS , sistema que está sempre em construção e precisando de um aperfeiçoamento", expõe.

Para o diretor, é "um desafio" assumir o departamento em tempos em que o cenário econômico não é favorável, ou seja, em que os recursos para investimentos na área tendem a ficar aquém do necessário. "Contudo, me esforçarei para fazer o melhor com aquilo que temos em mãos", reforça.

Em Adamantina, Mochiuti, que atua como secretária desde maio, tem a proposta de dar continuidade ao plano de governo que era executado por Chihara, que compreende a implantação de projetos já credenciados junto ao Ministério da Saúde, tais quais a reorganização da atenção básica; implantação do Nasf (Núcleo de Apoio à Saúde da Família) e do CEO (Centro de Especialidades Odontológicas).

Veja também