Detento morre enforcado na penitenciária de Tupi

Trata-se da 3ª morte da unidade neste mês; segundo SAP, autor do homicídio alegou que vítima teria matado membros de sua família

REGIÃO - VICTOR RODRIGUES

Data 01/02/2017
Horário 10:33


Um presidiário, 22 anos, morreu enforcado na Penitenciária de Tupi Paulista. Trata-se do terceiro caso de morte de detento na unidade neste mês. De acordo com a SAP (Secretaria da Administração Penitenciária), na manhã de ontem, por volta das 6h, durante procedimento de contagem, o detento  não se apresentou ao agente responsável pela conferência. "Outro sentenciado declarou tê-lo matado utilizando uma toalha molhada para enforcá-lo. O preso  alegou ter descoberto que a vítima teria assassinado vários membros de sua família, como mãe, a filha do seu padrasto, bem como havia tentado tirar a vida de sua irmã de dois anos", explica o Departamento de Comunicação da pasta.

Segundo a SAP, a vítima cumpria pena na unidade desde 11 de junho de 2015, e não havia se queixado de eventual desentendimento e risco de agressão ou morte. A Polícia Civil foi acionada, e o corpo foi encaminhado ao exame necroscópico no IML (Instituto Médico Legal) de Dracena para atestar a causa da morte. Também serão instaurados um procedimento de apuração preliminar e disciplinar, e um expediente para a inclusão do autor em Regime Disciplinar Diferenciado, por até 360 dias.

Os outros presos que habitavam a mesma cela serão ouvidos, e posteriormente removidos, preventivamente, para a Penitenciária I de Presidente Venceslau. "A Penitenciária de Tupi Paulista opera normalmente nesta terça-feira, dentro dos padrões de segurança e disciplina da pasta. A Assistência Social da unidade tenta contato com os familiares da vítima do homicídio para avisá-los do falecimento", informa.

Veja também