DRS-11 recomenda lockdown de 14 dias nas cidades da região

Ofício encaminhado às prefeituras traz levantamento sobre casos positivos e de mortes causada pela doença, bem como ocupações de leitos de UTI e enfermaria 

REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI

Data 08/06/2021
Horário 12:12
Foto: Marcello Casal Jr/Abr
Média de internação entre os dias 28 de maio e 3 de junho era de 69 pacientes por dia
Média de internação entre os dias 28 de maio e 3 de junho era de 69 pacientes por dia

O DRS-11 (Departamento Regional de Saúde) encaminhou um ofício às prefeituras da região de Presidente Prudente, o qual recomenda lockdown de 14 dias nos municípios que contemplam o departamento. O objetivo da medida é o de conter o avanço do novo coronavírus, com destaque para o número de mortes causadas pela doença nas últimas semanas. 

A cópia do documento foi publicada na sexta-feira, em uma rede social pela prefeita de Presidente Epitácio, Cássia Furlan (PSDB). No ofício, assinado por Marlene Mendes Silva Damacena, diretora técnica de saúde III do DRS, há detalhes sobre o que motivou a recomendação. 

Conforme o texto, a orientação considera dados extraídos dos sistemas Senso Covid e Sead Coronavírus, no dia 3 de junho, que apontaram taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em 93,3%; suporte ventilatório, 63,6%; e ocupação em enfermaria/clínicos em 85,7%. Ainda segundo o levantamento, a média de internação entre os dias 28 de maio e 3 de junho era de 69 pacientes por dia, e a média de alta, 53 pacientes por dia na região.

“Observa-se que o número de internações é maior que o número de altas, devido ao aumento de tempo de internação, sendo uma média de 6 dias para leitos clínicos e 25 dias para leitos de UTI, o que provoca uma demora no giro dos leitos”, descreve o DRS.

Ainda segundo o texto, entre 28 de maio e 3 de junho, a região de Presidente Prudente teve média de 332 casos positivos de Covid-19 por dia. Já a média de óbitos causadas pela doença no mesmo período é de 10 mortes por dia. 

No ofício, o Departamento Regional de Saúde relata que houve aumento no valor dos insumos para tratar os pacientes, como medicamentos e oxigênio, o que gerou dificuldade para aquisições.

Na terça-feira da semana passada, ocorreu uma reunião com o Grupo Técnico de Enfrentamento ao Covid, do qual participaram representantes das cinco regiões de saúde, grupos de vigilâncias Epidemiológicas e Sanitárias, promotores de Justiça da Saúde e Educação, bem como médico infectologista e administradores de hospitais com UTI, representantes da Secretaria de Administração Penitenciária e diretores do DRS-11.

Reunião entre prefeitos

Nesta manhã, a reportagem procurou algumas prefeituras para repercutir a recomendação. Porém, foi informada de que ainda não há posicionamento, pois  ocorre uma reunião com prefeitos da Unipontal (União dos Municípios do Pontal do Paranapanema) sobre a recomendação do Ministério Público a respeito do lockdown de duas semanas na região de Presidente Prudente - alternativa publicada ontem.

MPE recomenda a Ed Thomas lockdown em Prudente

Veja também