Financiamentos para empresas e prefeituras da região na pandemia somam R$ 21,1 milhões

Maior volume de desembolsos da agência de fomento paulista Desenvolve SP foi destinado a linhas de crédito para capital de giro: R$ 10,4 milhões

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 25/05/2022
Horário 14:25
Foto: Reprodução
Setor de serviços ficou com maior fatia dos recursos financiados pela agência para a região
Setor de serviços ficou com maior fatia dos recursos financiados pela agência para a região

A agência de fomento paulista Desenvolve SP desembolsou R$ 21,1 milhões para empresas e prefeituras da região de Presidente Prudente desde o início da pandemia, em março de 2020, até abril deste ano. Desde que o Desenvolve SP foi criado, em 2009, foram destinados R$ 73 milhões para a região. Ou seja, cerca de 30% do total financiado para Presidente Prudente e cidades vizinhas representam desembolsos realizados somente nos últimos dois anos.

A instituição financeira ampara o desenvolvimento de empreendedores e de municípios paulistas, por meio de linhas de crédito com condições especiais.

Do montante financiado pelo Desenvolve SP para a região de Presidente Prudente durante a crise sanitária, praticamente a metade foi utilizada para capital de giro (R$ 10,4 milhões), evidenciando a importância dos recursos para a manutenção de emprego e renda. Os demais desembolsos foram para projetos de investimento, modernização ou ampliação (R$ 9,3 milhões) e aquisição de máquinas e equipamentos (R$ 1,5 milhão). 

O setor de serviços ficou com a maior fatia dos recursos financiados pela agência de fomento para a região de Presidente Prudente, com um total de R$ 11,5 milhões, seguido pelo comércio (R$ 4,6 milhões), indústria (R$ 3,5 milhões) e setor público (R$ 1,6 milhão). 

Presidente Prudente liderou os desembolsos na região no período, com um total de R$ 8,8 milhões, distribuídos em 28 contratos. A maior parte dos recursos foi destinado a empresas do setor de serviços do município, com montante de R$ 7,4 milhões. Em seguida, estão Presidente Venceslau (R$ 2,9 milhões), Indiana (R$ 2,6 milhões) e Presidente Epitácio (R$ 1,5 milhão).

Redução de impactos

O presidente do Desenvolve SP, Sergio Gusmão Suchodolski, afirma que a agência de fomento atuou para minimizar os impactos da crise sanitária, e diz que o principal objetivo da instituição é contribuir para o crescimento econômico e sustentável dos 645 municípios do Estado. Segundo ele, a meta para este ano é ampliar ainda mais os desembolsos para empresas e prefeituras de São Paulo.

“O Desenvolve SP trabalha ativamente para captar recursos e ampliar a carteira de crédito. Em 2021, foram desembolsados R$ 736,1 milhões para micro, pequenas e médias empresas e prefeituras de todas as regiões do Estado. A expectativa para este ano ampliar o volume de financiamentos e superar R$ 1 bilhão em desembolsos”.

Sobre o Desenvolve SP   

Vinculado à Secretaria da Fazenda e Planejamento, o Desenvolve SP é uma instituição financeira do governo do Estado de São Paulo que oferece opções de financiamento para micro, pequenas e médias empresas paulistas com prazos longos e taxas de juros competitivas. As opções de crédito do Desenvolve SP financiam projetos de investimento em ampliação e modernização, aquisição de máquinas e equipamentos, capital de giro, iniciativas ambientais sustentáveis e projetos inovadores. 

O Desenvolve SP também atua junto ao setor público, com linhas de crédito voltadas para as prefeituras e destinadas a projetos de cunho ambiental, infraestrutura ou saneamento. Desde o início da pandemia, o banco injetou mais de R$ 2 bilhões na economia paulista.   

Veja também