Gabriel Boza conquista bronze na Espanha

Atleta da APA/Semepp/Talento Olímpico correu como o primeiro homem do time brasileiro no revezamento 4x100m no Campeonato Ibero-Americano de Atletismo 

Esportes - DA REDAÇÃO

Data 23/05/2022
Horário 21:52
Foto: Cedida
Gabriel Boza (segundo à esq.) e os colegas Felipe Bardi, Erik Cardoso e Lucas Rodrigues
Gabriel Boza (segundo à esq.) e os colegas Felipe Bardi, Erik Cardoso e Lucas Rodrigues

Boas notícias do Campeonato Ibero-Americano de Atletismo realizado no fim de semana na cidade de La Nucia - província de Alicante – na Espanha. Segundo o técnico prudentino, Cremilson Julião Rodrigues, o Montanha, na tarde de sábado, a estrela da equipe da casa, Gabriel Luiz Boza, atleta da APA/Semepp/Talento Olímpico, correu como o primeiro homem do time brasileiro no revezamento 4x100m (metros) e ajudou o Brasil a ganhar a medalha de bronze. 
Gabriel Boza passou o bastão para Felipe Bardi, que passou para Erik Cardoso que entregou para Lucas Rodrigues fechar com o tempo de 39.32s. 
O quarteto brasileiro ficou atrás da República Dominicana - 2° lugar com a marca de 39.19s (segundos) e da anfitriã Espanha que subiu no mais alto do pódio em 1° lugar (39.03s).
Infelizmente, na sexta-feira Gabriel competiu em sua prova do salto em distância e ficou apenas com o 7° lugar (7,78m v.v. +0.6 m/s).
“Ele chega a Prudente hoje [ontem] à noite e já tem o Estadual Paulista Adulto, no final de semana, onde vamos com uma delegação de 27 pessoas, entre atletas, treinadores e equipe multidisciplinar. Ele disputaria também o Pan-Americano Sub-20, no Rio de Janeiro [RJ], mas foi cancelado por falta de recursos. Vamos aguardar se algum outro país se interessa em sediar o evento”, menciona Montanha.
O professor diz que não só ele, mas Inaldo Sena vai com boas expectativas com seus pupilos de todas as categorias, para o estadual no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, em São Paulo (SP), de 27 a 29, para brigar ponto a ponto em busca de um “caneco”, em equipe. “Tudo dando certo viajamos na quinta-feira. Nossos atletas estão em pleno ápice de suas performances. Uma lesão ou outra, mas nada que possa atrapalhar a evolução da equipe no torneio. Vamos para brigar não só por atleta, individual, mas também por equipe”, garante Montanha.



 

Veja também