Hospital de Esperança e Unimed firmam convênio

Sinomar

Diretores e conselheiros do HE, com diretores da Unimed

COLUNA - Sinomar

Data 28/01/2022
Horário 04:45

Diretores e conselheiros do Hospital de Esperança, com diretores da Unimed, após a assinatura do convênio entre as duas instituições para utilização de uma ala ociosa do HE e gerar receita para o atendimento público gratuito.

BOM DIA
"Sonhe com aquilo que você quiser, vá para onde você queira ir, seja o que você quer ser, porque você possui apenas uma vida e nela só temos uma chance de fazer aquilo que queremos"... Isabela Capucho

DÉFICT
Desde que firmou convênio com o SUS, em julho de 2021, o Hospital de Esperança opera com déficit mensal de R$ 2,5 milhões. A explicação foi dada ontem pelo presidente do HE, Felício Sylla, no ato de assinatura do convênio com a Unimed, que usará uma ala ociosa do hospital, gerando receita que ajudará a pagar o atendimento pelo SUS. Isso ainda não será suficiente para cobrir a despesa do atendimento publico, mas ajudará diminuir a diferença e aumentar os atendimentos pelo SUS.

DIFERENÇA
O SUS repassa mensalmente ao Hospital de Esperança cerca de R$ 800 mensais. Outras receitas vêm da filantropia premiável (SP Cap) que rende ao hospital cerca de R$ 500 mil por mês, e doações, cerca de R$ 200 mil. A despesa mensal ultrapassa os R$ 4 milhões, para pagar a folha de 450 funcionários, 150 médicos, e despesas como R$ 600 mil só de fármacos, e R$ 180 mil de energia elétrica. Por isso, o hospital precisa buscar outras receitas, como a Unimed, justificou o presidente do HE, Felício Sylla.

FUNÇÃO SOCIAL
“Oferecemos aos nossos beneficiários da Unimed, um hospital com estrutura de primeiro mundo e medicina de ponta, onde todas as necessidades oncológicas são atendidas. Por outro lado, a Unimed cumpre sua função social. Essa parceria público-privada tem a missão social de levar receita ao hospital público e ajudar a ampliar o atendimento aos usuários de SUS”. A declaração foi da presidente da Unimed, Nilva Galli, no ato de assinatura do convênio com o Hospital de Esperança.

RECUPERADA 

Barbara Vilches, prefeita de Presidente Venceslau, está de volta ao trabalho, recuperada da Covid-19. A prefeita venceslauense disse que teve sintomas leves da doença e fez o isolamento doméstico após o teste.

Veja também