Lei Seca completa 12 anos de atuação

Nas estradas da região de Prudente, quantia de infrações envolvendo a alcoolemia teve uma queda de 38,81% entre 2019 e 2020 (de janeiro a 21 de junho)

REGIÃO - GABRIEL BUOSI

Data 01/07/2020
Horário 09:06
Arquivo - Capitão André diz que lei é fundamental para salvar vidas: “94% dos acidentes são causados por condutores” Foto: Arquivo - Capitão André diz que lei é fundamental para salvar vidas: “94% dos acidentes são causados por condutores”

A Lei 11.705, conhecida popularmente como Lei Seca, em junho de 2020 completa 12 anos de atuação, e é considerada por especialistas e profissionais da área do trânsito como um dos principais instrumentos para salvar vidas na legislação brasileira. A Polícia Militar Rodoviária, nos 56 municípios de atuação na região de Presidente Prudente, registrou uma queda de 38,81% no total de infrações que envolvem alcoolemia, e a lei em questão, entre 2019 e 2020, se analisados os dados entre janeiro e 21 de junho, quando o levantamento foi feito pela reportagem com a corporação.

Sediada em Presidente Prudente, a Polícia Militar Rodoviária da região está presente em mais de 1.344,525 quilômetros (km) de rodovias nas regiões de Presidente Prudente, Presidente Venceslau e Dracena. Sobre os dados que envolvem o consumo de álcool, a corporação fez um levantamento para analisar o comportamento dos motoristas no período de um ano e viu que além do total de infrações, a quantidade de testes de alcoolemia realizados no período analisado também apresentou uma queda, esta de 25,63%, já que passaram de 706 em 2019 para 525 neste ano.

“AS FISCALIZAÇÕES NAS ESTRADAS HÁ ANOS GANHARAM FORÇA E PRODUZEM EFEITO IMEDIATO. ALÉM DISSO, ACREDITAMOS QUE OS CONDUTORES JÁ POSSUEM MAIS CONSCIÊNCIA SOBRE O PERIGO DO ATO”

André Domingos Pereira

Enquanto que o número de condutores envolvidos em acidentes com infrações exclusivamente referentes à alcoolemia aumentou em 8,33%, passando de 96 para 104, os dados gerais de acidentes nas estradas da região, independente da causa, apresentou uma queda de 15,70%, diminuindo de 643 no ano passado para 542 entre janeiro e 21 de junho deste ano.

Corporação avalia dados registrados

De acordo com o capitão André Domingos Pereira, a conhecida Lei Seca é “extremamente importante”, e estudos científicos comprovam a eficácia e capacidade em salvar vidas. Ele lembra que tais estudos apontam que 94% dos acidentes de trânsito são causados por condutores e revela que entre as infrações mais comuns estão, justamente, por exemplo, a embriaguez ao volante e o excesso de velocidade.

Já sobre os números apresentados, que em sua maioria apresentam queda entre o ano de 2019 e 2020, o capitão diz que é possível relacionar com a diminuição de tráfego nas estradas, por causa da pandemia da Covid-19, mas ressalta que não é apenas por este fator.

“Menciono também as fiscalizações nas estradas que há anos ganharam força e produzem efeito imediato. Além disso, acreditamos que os condutores já possuem mais consciência sobre o perigo do ato”, comenta. A expectativa para este segundo semestre é de que os números, independente de pandemia, caiam ainda mais, o que comprovará o salvamento de mais vidas no trânsito.

Números

643
Acidentes
foram registrados nas estradas da região de janeiro a 21 de junho de 2019

542
É o número de acidentes ocorridos no mesmo período de 2020

 

 

 

Veja também