Publicidade

Mauro Bragato: força da coerência

Decano da Assembleia Legislativa entrou para a história e inseriu Prudente e região nela ao trazer personalidades e acontecimentos como Ulisses Guimarães e as Diretas Já

PRUDENTE - Homéro Ferreira

Data 28/06/2020
Horário 08:35
Ulisses Guimarães, com quem Bragato esteve desde o início de sua carreira Foto: Ulisses Guimarães, com quem Bragato esteve desde o início de sua carreira

A coerência do pensamento e da ação política faz de Mauro Bragato o deputado com mais tempo de atuação na Assembleia Legislativa de São Paulo. É o que chamam de decano. Sua primeira eleição foi em 1978, sociólogo recém-formado e então já com dois anos de militância ideológica pela democracia e contra o regime militar. Aos 22 anos, começou na política partidária, em 1976. Naquela época do bipartidarismo, integrou o diretório municipal do MDB (Movimento Democrático Brasileiro), partido de oposição à Arena (Aliança Renovadora Nacional) que apoiava a ditadura.

Em sua trajetória vitoriosa, foi prefeito de Presidente Prudente de 1997 a 2000. No parlamento paulista, está no décimo mandato, entre poucos deputados com tanto tempo de casa ao longo da história. Nascido em Lins e criado em Adamantina, aos 15 anos de idade veio para Prudente. Seu pai Antenor Bragato, acompanhado de sua mãe Marina Mastelline Bragato, fizeram as duas mudanças, a partir de Lins, para abrir casas comerciais de secos e molhados, o ramo de negócios da família de origem italiana. Em Adamantina e Prudente, abriram filiais da Casa São José.

Vida escolar e formação

Antenor, Marina e os seis filhos moram na Avenida Brasil. Mauro Bragato fez o ginasial no Colégio Joaquim Murinho e o ginasial no IE (Instituto de Educação) Fernando Costa, onde praticou a política estudantil e perdeu as duas eleições nas chapas nas quais disputou a direção do centro cívico. Por gostar de história, o curso de Ciências Sociais foi escolha de circunstância. Na Fafi (Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras), a origem do campus da Unesp (Universidade Estadual Paulista) em Prudente, fez parte do movimento cultural estudantil que criou o Cine Clube.

Clube de cinema com sessões e debates sobre vários temas, incluindo os políticos. Ora com exibição na Fafi, ora no Cine Fenix, em segunda sessão às 21h30, já que os filmes eram locados da Empresa Teatral Pedutti. Fruto dos estudos e da cultura do seu tempo, Bragato se propôs à carreira política disputando uma eleição bastante rica, por ser a que deu início à abertura da democracia brasileira. Além do que, nasceu para a política eleitoral apadrinhado por políticos de grande expressão.

Apadrinhamento de alto nível

Seus padrinhos foram José Santilli Sobrinho, deputado federal com base eleitoral em Assis; e Ulisses Guimarães, paulista da região de Rio Claro e a mais ilustre figura da retomada democrática do Brasil, ao ponto de ser cognominado Senhor Diretas. O jovem Bragato fez um trabalho heróico para se eleger deputado com 29 mil votos, gastando sola de sapato e, verbalmente falando, descendo o pau nos milicos. Trabalho para mostrar que a democracia era a opção de melhorar a vida do povo.

Já aí e daí em diante, a luta política foi ganhando corpo na conjuntura de cada contexto, com a esquerda direcionando para o centro, do então PMDB (o P de partido, acrescentado no MDB) para a criação do PSDB (Partido do Desenvolvimento Democrático Brasileiro) em 25 de junho de 1988, com a liderança do ex-governador Mário Covas, de quem Bragato foi mais que companheiro: foi amigo; assim como foi dos ex-governadores de André Franco Montoro para cá.

Estrutura para os municípios

Governador de 1983 a 1987, com a histórica posse na qual o Palácio dos Bandeirantes foi tomado por gente do interior em fato registrado pela reportagem de O Imparcial, Montoro dotou de estrutura os municípios, em especial na região de Prudente, com escolas, unidades de saúde e outros serviços. Bragato ajudou a construir uma nova realidade e passou por momentos marcantes como o de mediador dos conflitos agrários no Pontal do Paranapanema, em meio ao redemoinho da radicalização política.

As regularizações de terras devolutas têm dado sustentação à reforma agrária e o deputado continua trabalhando nisso. A habilidade tem sido o forte de Bragato para ter trânsito com todos os governadores, a exceção de Paulo Maluf, de quem foi opositor. Conquistar benefício para a região tem sido o seu ideal, do começo da carreira até agora. Andou com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso antes, durante e depois de ter exercido o cargo por duas vezes.

Expressiva contribuição

Bragato carrega a satisfação de ter contribuído ativamente com grande parte das obras públicas dos municípios da região de Prudente que ainda amarga uma economia das mais baixas rendas per capita do Estado. Porém, apresentando sinais de melhora mediante a diversificação da produção agropecuária. Acredita que em médio prazo, a geografia econômica regional irá mudar muito e, com isso, melhorar renda per capta; sendo que Prudente e alguns poucos municípios da região têm renda muito boa.

Neste momento de fragilização partidária, decorrente da pandemia, as correntes de opinião são muito diferentes que em todo período anterior da carreira de Bragato, para quem as redes sociais já foram mais fortes, no campo político. Entende que não deverá se repetir, ao menos com a grande intensidade que foi nas últimas eleições, candidatos eleitos apenas por se lançarem na internet, sem ao menos saberem o que querem. É defensor da reforma política e do voto distrital, mas lamenta que o Congresso seja conservador.

Desses aos todos, hoje aos 66 anos de idade, Mauro Bragato conta para a reportagem de O Imparcial que traz na memória a experiência acumulada de momentos vividos com ilustres personalidades que pode conhecer pessoalmente e até conviver; e também as pessoas do povo, gente simples e de valor extraordinário; conforme dia ao definir a atuação política como aprendizado diário de vida.

Fotos: Cedidas

Deputado Mauro Bragato, longa e reconhecida trajetória: 67 títulos de cidadania


Caminhada regional com Mário Covas e Franco Montoro; governadores


Bragato entre Fleury Filho e Michel Temer; governador e presidente


Bragato presidiu a Unipontal - União dos Municípios do Pontal do Paranapanema


Bragato colocou Prudente na rota das grandes manifestações pela democracia

Veja também