Médico é detido por embriaguez ao volante em Rancharia

Morador de Presidente Prudente foi abordado pela polícia após ser visto transitando em “zigue-zague” pela Raposo Tavares

REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI

Data 04/06/2020
Horário 10:52
Arquivo/Weverson Nascimento  - Indiciado foi liberado após pagar fiança de R$ 1.050 Foto: Arquivo/Weverson Nascimento - Indiciado foi liberado após pagar fiança de R$ 1.050

Um médico de 39 anos foi detido por embriaguez ao volante na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), em Rancharia. O flagrante ocorreu no começo da noite de quarta-feira, ao ser visto transitando em “zigue-zague” perto do km 523+400 metros.

Segundo a Polícia Militar Rodoviária, o acusado dirigia um Honda/Civic EXL, com placas de Presidente Prudente. Como conduzia o veículo em atitude suspeita, o homem foi abordado pelos militares. Na ocasião, informou que era médico e que sofria de hepatite.

Diante disso, foi solicitado apoio da unidade de resgate da Cart (Concessionária Auto Raposo Tavares).

De acordo com a polícia, durante atendimento médico e entrevista ao condutor, observou-se que ele apresentava sinais de embriaguez, como olhos avermelhados, pés inchados, dificuldade na saída do veículo e odor etílico.

Depois de ser submetido ao teste de etilômetro, foi constatada a quantia de 1,20 mg/l de álcool por litro de ar alveolar expelido pelos pulmões.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão em flagrante delito pelo crime de embriaguez ao volante, tipificado nos termos do artigo 306 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro).

Após tomadas as providências médicas necessárias, o acusado foi conduzido e apresentado na Delegacia de Polícia Civil em Rancharia onde teve a prisão ratificada. Conforme a Polícia Militar Rodoviária, o indiciado foi liberado após pagar fiança de R$ 1.050.

SAIBA MAIS:

Veja também