Nadadores de PP faturam 29 medalhas em 4 competições

Atletas de Prudente caíram na água neste final de semana por todo o Estado de São Paulo

Esportes - JULHIA MARQUETI

Data 21/05/2018
Horário 20:59
Cedida - Equipe da FCT/Unesp aguarda resultados para o Campeonato Nacional
Cedida - Equipe da FCT/Unesp aguarda resultados para o Campeonato Nacional

Os atletas de Presidente Prudente caíram na água neste final de semana por todo o Estado de São Paulo. Independente do frio, da distância entre as cidades em que ocorreram as diversas competições e as idades de todos os competidores, um ponto foi parecido em geral: os bons resultados trazidos para a cidade.

A nadadora Camila Kanegaki, de 10 anos, é a mais nova revelação da equipe Criarte/Apan/Semepp. Participando do Campeonato Sudeste Mirim e Petiz de Natação, em Guaratinguetá, entre sexta-feira e domingo, a nadadores prudentina conquistou quatro medalhas.

No primeiro dia, Camila Kanegaki conquistou a medalha de ouro nos 200 metros nado livre, com o tempo de 2min33s, e prata nos 50 m, com 0min31s. No sábado foram mais duas medalhas conquistadas, sendo campeã novamente nos 200 medley, com 2min52s, e prata nos 100 m nado livre.

Seu técnico, Elvancir Pereira do Nascimento, Pepe, disse estar muito feliz pela conquista de sua atleta. “Estou muito feliz mesmo por estas conquistas da Camila. Ela sobrou dentro da piscina e conquistou quatro medalhas, sendo duas de ouro e duas de prata. Ou seja, foi sensacional a participação dela. Realmente ela foi perfeita”, comemora.

Master

Além da pequena competidora, o nadador Francisco José Rocha de Alencar, Fran Alencar, 66 anos, disputou na manhã de sábado o Open Paulista de Longa. A competição foi disputada em São Paulo, no Clube Hebraica, e resultou em mais três medalhas para o atleta. Os ouros vieram nos 50 e 100 m borboleta, já a prata nos 50 m costas. Sua próxima competição já está marcada para os dias 9 e 10 de junho, no 23° Torneio Aberto Brasil Masters de Natação, em Ribeirão Preto.

Ao mesmo tempo, Euro de Oliveira Mello, 91, também conquistou bons resultados no 11° Troféu Cueste de Natação Master, ao lado de seus filhos Raul de Oliveira Mello Neto, 58, e Fernando de Oliveira Mello,47. A família conquistou, ao todo, seis medalhas, sendo duas para cada. Euro Mello conquistou o ouro nos 50 m livre, com 0min53s, e nos 50 costas, em 01min08s, batendo seu próprio recorde. Já Raul conquistou prata nos 50 peito, com 0min40s, e bronze nos 100 livre, em 01min35s. O caçula, Fernando, conquistou a primeira colocação nos 100 peito, com o tempo de 01min17s, e um segundo lugar nos 400 livre, com 05min06s. “É muito bom estarmos todos juntos assim. Um deles [Raul] foi embora e parou de competir, voltou agora a nadar e está feliz em já vencer”, conta o pai.

Universitários

Com nove atletas, a equipe de natação universitária da FCT/Unesp (Faculdade de Ciências e Tecnologoa da Universidade Estadual Paulista), esteve em São Paulo no domingo para competir a fase estadual do Jubs (Jogos Universitários Brasileiros). O evento, organizado pela FUPE (Federação Universitária Paulista de Esportes), serviu para selecionar os atletas que representarão o Estado na fase brasileira. Ao todo, a equipe composta por Jean Farah, João Pedro, Julia Araújo, Isabella Mendonça, Lara Ramos, Marcelo Rodrigues, Nathalia Betoni, Victor Picolli e Yasmim de Azevedo, conquistou 16 medalhas, sendo quatro de ouro, uma de prata e 11 de bronze.

Atrás apenas da Unip (Universidade Paulista), os prudentinos conquistaram o campeonato entre todas as equipes participantes. Com os resultados positivos, o treinador Renan Porto diz que aguarda ansioso a divulgação dos atletas que serão convocados para representar o Estado no Campeonato Nacional. “Foi excelente, não só por conta das medalhas, mas sim pela melhora nas marcas pessoais nas provas que os atletas competiram. Muitos melhoraram suas marcas, além do que nadaram de igual pra igual com atletas profissionais e olímpicos, isso mostra a força que eles vêm ganhando não só fisicamente, mas também psicologicamente, já que nadar do lado desses atletas não é fácil para ninguém”, destaca.

Veja também