Padre Rafael, de Narandiba, fará parte da Força Aérea Brasileira

Sacerdote, que pertence à Diocese de Presidente Prudente, se apresentará no Centro de Instrução de Adaptação da Aeronáutica, em Lagoa Santa (MG), na próxima terça-feira

REGIÃO - WEVERSON NASCIMENTO

Data 21/02/2021
Horário 07:22
Foto: Cedida
Padre Rafael Contini Quirino atuará como 2º-tenente capelão da Aeronáutica
Padre Rafael Contini Quirino atuará como 2º-tenente capelão da Aeronáutica

Garantir a prestação de auxílios espirituais, de modo estável e permanente aos militares, é o principal objetivo das capelanias no Brasil. A “fé fardada”, como muitos conhecem, refere-se a um ministro religioso encarregado de prestar assistência religiosa a alguma corporação militar. Na região, o padre Rafael Contini Quirino, que pertence à Diocese de Presidente Prudente. e estava à frente da Paróquia São Francisco de Paula, em Narandiba, se prepara para mais esta missão. O sacerdote foi aprovado em terceiro lugar no concurso para Capelania Militar das Forças Armadas do Brasil, e será admitido à FAB (Força Aérea Brasileira) como 2º-tenente capelão da Aeronáutica.
O padre, que recebeu a ordenação presbiteral em 2011, trabalhará no território nacional com o atendimento pastoral e espiritual aos militares, e se apresentará no Centro de Instrução de Adaptação da Aeronáutica, em Lagoa Santa (MG), na próxima terça-feira. O desejo de servir à nação, segundo o padre, vem de família, em especial do seu pai, Pedro Quirino. “Tenho primos e amigos que fazem parte da Força Militar. Então, esse desejo sempre esteve comigo”, conta. 

Trabalho de pastoral

O processo seletivo é comum e não tem nenhum tipo de relação com instituições religiosas, explica o padre. Tal processo, inclusive, contou com 115 religiosos, dos quais foram selecionados apenas quatro. “Lá dentro existe um trabalho de pastoral. Então, a gente atende os militares, familiares, além de ministrar os sacramentos e prestar assistência religiosa em hospitais e missões que vão sendo designadas com o tempo”, explica. Para prestar tais serviços, o padre reforça que vem se preparando desde então, seja a parte física, espiritual, emocional e de oração pessoal. “Também estou aproveitando este período para leituras e reflexões, além de estar com a família”, acrescenta. 
Mesmo com sua partida para terras mineiras, o sacerdote de 36 anos deixa uma mensagem para os fiéis da Paróquia São Francisco de Paula, em Narandiba, onde atuava desde o dia 20 de dezembro de 2017. “Eu vou com o coração grato pelas pessoas que fizeram com tudo isso acontecesse. Sem eles, a gente não consegue voar esses voos altos”, reforça. Rafael Quirino será o segundo padre da Diocese na FAB. Atualmente, Marcelo de Brito Beraldo já atua na aeronáutica como 1º-tenente capelão na base aérea de Campo Grande (MS). 

Veja também