Pirapozinho se despede do prefeito Valdir Assef; velório ocorre na Câmara Municipal

Chefe do Executivo tinha 69 anos e morreu em decorrência de problemas de saúde; ele estava afastado desde maio

REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI

Data 29/06/2021
Horário 11:11
Foto: Arquivo

Faleceu hoje, aos 69 anos, o prefeito de Pirapozinho, Valdir Assef (MDB). O chefe do Executivo estava afastado desde maio após pedido de licenciamento para tratamento médico para tratar de um câncer. A despedida ocorre na Câmara Municipal de Pirapozinho de onde o corpo seguirá para cremação às 21h, conforme divulgado pela Funerária Athia. 

“Neste momento de tristeza, nos unimos para manifestar nossas mais sinceras condolências aos familiares, parentes e amigos do senhor Valdir, rogando a Deus que conforte seus corações”, lamentou o Executivo. 

Eleito com 57,11% dos votos, o prefeito Valdir recentemente fez um balanço positivo do seu início de mandato, em uma matéria especial dos 100 dias de gestão publicada por O Imparcial, e comentou que nesses primeiros meses de administração foi necessário ter, primeiramente, responsabilidade com os recursos e com a qualidade “da nossa gente”. 

“Temos a certeza que estamos fazendo de tudo para o município voltar a brilhar e viver melhores dias”, comentou na ocasião.

Questionado sobre os desafios dessa nova jornada, o prefeito apontou que enfrentar a crise devido à pandemia da Covid-19 tem sido uma das maiores, o que faz com que o compromisso da Prefeitura esteja em manter uma economia na cidade, sem deixar de cuidar da população. 

"Vontade de trabalhar"

Com a partida de Assef, a chefia da Prefeitura fica aos comandos do vice-prefeito Lucas Padovan Pavani (Pros). Em seu perfil na rede social, ele deixou as condolências aos familiares, e relembrou a parceria de trabalho.

“Desde a nossa primeira conversa sobre o projeto que iniciamos na pré-campanha de 2020, percebi o nosso alinhamento de ideias e, principalmente, o motivo ao qual iniciaríamos juntos a campanha eleitoral: a vontade de trabalhar para criar uma Pirapozinho melhor para todos os nossos munícipes. Infelizmente, hoje este sonho foi interrompido de forma precoce, mas tenho certeza, que todas suas ações já dedicadas à nossa sociedade, seja na vida pública ou atuando no setor privado, deixaram um grande legado a todos, e são a prova viva deste grande ser humano".

" Serei eternamente grato pelos ensinamentos e por todo o tempo em que passamos juntos. Ao povo de Pirapozinho, reforço que terão a minha total dedicação e esforço para trabalhar e realizar todos os projetos que planejamos juntos durante nossa campanha, e que sabemos que nossa população tanto precisa”. 


Reprodução/Facebook - Valdir Assef, prefeito, e o vice-prefeito, Lucas Padovan Pavani

Legado na cidade

Ed Thomas (PSB), prefeito de Presidente Prudente e presidente da Unipontal (União dos Municípios do Pontal do Paranapanema), onde Valdir ocupava o cargo de 1º suplente do Conselho Fiscal, lembra que antes de chefiar o Executivo de Pirapozinho, Assef e a família já faziam parte do desenvolvimento econômico e construção da cidade.

“Um bom amigo, um cara muito preocupado com a sociedade, com o comércio. Participa muitas vezes dos bastidores da política e pode realizar o sonho dele de ser prefeito”, afirma. “Infelizmente, não conseguiu implementar o projeto dele, nessa abreviação que teve na vida, mas deixa o legado de sempre participar e estar preocupado com a cidade”.

Valdir Assef também teve sua contribuição na segurança pública. “Tínhamos muitos projetos”, afirma Rafael Guerreiro Galvão, delegado titular da Delegacia de Polícia Civil de Pirapozinho. Conforme a autoridade, entre os trabalhos em parceria com a instituição está a entrega do primeiro drone utilizado na área do Deinter-8 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior), fornecido pela ACE (Associação Comercial e Empresarial), quando Assef estava na presidência. 

“Além disso, fez o embrião de monitoramento do sistema para que uma série de câmeras fossem colocadas a custo zero pelo município e isso nos ajudou muito no esclarecimento de crimes e na própria prevenção de delitos. Fora isso, era da sede da Associação que realizava as reuniões do Conseg, com apoio dele. A parceria com a polícia não era só de laços estreitos de amizade, mas muito forte com vários projetos concretos”, salienta Galvão. 

A Fundação HRCPP (Hospital Regional do Câncer de Presidente Prudente) publicou uma nota de pesar pela morte do prefeito que era um dos líderes da comissão de apoio ao hospital. “[A diretoria] expressa seus mais sinceros pêsames pela perda irreparável de um benfeitor em prol da luta contra o câncer. Nossa irrestrita solidariedade, força e fé e que seus corações encontrem a paz e o amparo nesta hora tão difícil”. 

Veja também